Escolha as suas informações

ManifestaMente. Vamos acabar com a ideia de que a saúde mental é um "bicho de sete cabeças"
Sociedade 1 3 min. 14.01.2021

ManifestaMente. Vamos acabar com a ideia de que a saúde mental é um "bicho de sete cabeças"

ManifestaMente. Vamos acabar com a ideia de que a saúde mental é um "bicho de sete cabeças"

Sociedade 1 3 min. 14.01.2021

ManifestaMente. Vamos acabar com a ideia de que a saúde mental é um "bicho de sete cabeças"

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O projeto português ManifestaMente luta para desmistificar a ideia de que os desafios mentais não podem ser discutidos de forma simples e entre todos.

A saúde mental parece tornar-se cada vez mais parte integrante do léxico comum, muito por causa dos desafios causados pela pandemia da covid-19. 

O projeto português ManifestaMente, fundado pelas técnicas de saúde Ana Mina e Débora Miranda, em 2018, quer acabar com a ideia de que os desafios psicológicos não podem ser discutidos de forma simples e entre todos. 

Numa altura em que a "nossa saúde mental foi e está a ser afetada pela pandemia", Ana Mina acredita que pode ser "encorajador imaginar que umas das consequências positivas de tudo isto é que se desmistifique o tabu e estigma associados à doença mental".  Mas admite, no entanto que hoje em dia "ainda se fala entre os dentes de saúde mental apesar da pandemia ter claramente projetado o tema da para a ribalta". 

Com este objetivo em mente, Ana e Débora elaboraram o Manifesto pela Saúde Mental, mais de 50 ideias de iniciativas para promover a saúde mental que resume aquilo que as preocupava, a par com estratégias para os resolver. Pelo meio imaginam como será a Humanidade que querem ajudar a construir com o projeto.

Com a ajuda de uma equipa que junta já 14 profissionais nasceu o "Kit Básico de Saúde Mental" que, como o próprio nome indica, é uma forma rápida de abordar o tema. Na prática, em que consiste?  É um mini curso, uma sessão de 90 minutos em vídeo com informação "em formato descontraído e acessível onde abordamos a informação essencial para lidarmos com as nossas dificuldades e as das pessoas que nos rodeiam: o que é saúde e doença mental, como podemos cuidar da nossa saúde mental, sinais de alerta a ter atenção, recursos disponíveis e ainda como ajudar outra pessoa", pode ler-se no site. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

O objetivo do Kit foi simplificar, segundo Ana Gina, admitindo "que nós, técnicos de saúde, temos tendência a falar utilizando 'palavrões' técnicos que tornam o discurso inacessível às pessoas fora da área da saúde". 

Por isso, a ideia a passar "é que a saúde mental não é um bicho de sete cabeças, falando de forma descontraída, informal e usando o pronome 'nós' já que a saúde mental toca a todos". Qualquer pessoa pode inscrever-se gratuitamente para ter acesso ao Kit Básico. 


Tertius Barnard. O exercício físico para 2021 é o "foco no que nos faz felizes"
A trabalhar num dos setores mais impactados pela pandemia, Tertius Barnard diz que o vírus demonstrou que o exercício físico tem muito menos a ver com a aparência e muito mais com a saúde e bem-estar.

Apoio da DGS 

O apoio da Direção-Geral da Saúde (DGS), em 2019, veio cimentar a certeza de que estavam no caminho certo. "O apoio da DGS foi um 'senhor empurrão' para a ManifestaMente - além do acompanhamento técnico científico de excelência, o apoio financeiro permitiu-nos expandir o alcance do nosso trabalho a um nível impensável antes disso", explica a fundadora. 

Mas, para além disso, também colocou o projeto "no mapa" dos projetos da saúde. "Trouxe mais visibilidade ao nosso trabalho, o que tem significado mais pessoas a divulgar informação sobre saúde mental, a assinar o manifesto, a querer ajudar", diz Ana. Atualmente, contam já com mais de 70 voluntários em Portugal. 

De forma a expandir as ideias defendidas no manifesto, criaram a  'Capacitação de Dinamizadores Locais', que ajuda os colaboradores das autarquias a promover melhor a saúde mental entre as suas comunidades, mesmo que não tenham formação prévia em saúde mental. 

O feedback tem sido positivo e, como está online, também as comunidades de língua portuguesa no estrangeiro podem juntar-se a esta rede. "Reconhecendo e defendendo a importância de dar mais espaço à saúde mental na arena pública, não poderíamos estar mais satisfeitos com este crescimento e o impacto que está a ter". 

Sem adiantar datas, Ana Mina adianta que há ainda "um podcast sobre saúde mental no forno".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas