Escolha as suas informações

"Mãe, olha o senhor pequenino". Como é fácil envergonhar uma mãe no autocarro
Opinião Sociedade 30.09.2022
Diário de uma mãe imigrante a mil

"Mãe, olha o senhor pequenino". Como é fácil envergonhar uma mãe no autocarro

Diário de uma mãe imigrante a mil

"Mãe, olha o senhor pequenino". Como é fácil envergonhar uma mãe no autocarro

Pixabay
Opinião Sociedade 30.09.2022
Diário de uma mãe imigrante a mil

"Mãe, olha o senhor pequenino". Como é fácil envergonhar uma mãe no autocarro

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
Parece que quanto mais tento parar este embaraço, mais alimento esta obsessão.

Duas coisas habitam permanentemente a cabeça do meu filho nos últimos tempos: a t-shirt do carro McQueen (personagem do filme “Cars”) e o “senhor pequenino”.

Confesso: a t-shirt do McQueen não é lavada há mais de uma semana porque para dormir tem de ser aquela e mais nenhuma.

Mas há uma vergonha maior: o “senhor pequenino”. O “senhor pequenino” é um anão que todos os dias vai no mesmo autocarro do que nós. Talvez o facto de não conseguir chegar com os pés ao chão tenha atraído a primeira atenção do Martim, que sempre estica o pescoço do seu assento para confirmar ele próprio esse mesmo facto.

Por muito que desvie a conversa para a cor das folhas das árvores, o motorista do autocarro, o que irá fazer na creche, ele insiste em apontar para o “senhor pequenino” ou rir-se enquanto pergunta e aponta: “porque é que aquele senhor é pequenino?”, “olha as calças pequeninas!”. Nesta altura, eu já só queria desaparecer para debaixo do autocarro.

A mente de uma criança pequena é inocente, sem ideias pré-concebidas e julgamentos. Ri-se do que é diferente mesmo que o diferente embarace os adultos. Tentei explicar-lhe que não se aponta, que o senhor é pequenino como ele em comparação com a mãe ou o pai. E que somos todos diferentes uns dos outros. E é aí que está a beleza das coisas.

Mas parece que quanto mais tento parar este embaraço, mais alimento esta obsessão.

A diferença existe e temos de conviver com ela. E assim decidi que vamos continuar a ir de autocarro com o “senhor pequenino”. Até que o embaraço dê lugar ao ‘normal’.

Mas a verdade é que as perguntas estão a ficar cada vez mais soltas e as respostas cada vez mais difíceis.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.