Escolha as suas informações

Luxemburgo. Tribunal Europeu rejeita pedido de liberdade do principal suspeito do caso Maddie
Sociedade 24.09.2020

Luxemburgo. Tribunal Europeu rejeita pedido de liberdade do principal suspeito do caso Maddie

Luxemburgo. Tribunal Europeu rejeita pedido de liberdade do principal suspeito do caso Maddie

Foto: AFP
Sociedade 24.09.2020

Luxemburgo. Tribunal Europeu rejeita pedido de liberdade do principal suspeito do caso Maddie

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Além do caso Maddie, o alemão está também a ser investigado por agressão sexual a uma menina de 10 anos na região do Algarve, em abril de 2007, e por outros casos ainda não solucionados.

O Tribunal Europeu de Justiça, com sede em Kichberg, na cidade do Luxemburgo, rejeitou esta quinta-feira o recurso do alemão Christian Brueckner contra a sua detenção após ser extraditado para a Alemanha por um juiz italiano, em execução de um mandado europeu.

O principal suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007, está atualmente preso por um caso de narcotráfico e deverá depois cumprir outra pena, por ter violado uma norte-americana de 72 anos, em 2005, na Praia da Luz, no Algarve.

Depois de ter sido extraditado de Portugal para a Alemanha, o alemão foi, entretanto, libertado em 2011 por questões processuais que envolveram a falta de resposta da justiça portuguesa e mudou-se para a Holanda e depois para Itália.

O acusado questionava agora a validade do mandado europeu de prisão, pelo qual foi detido em Itália, em 2008, e apelou ao Tribunal Federal de Justiça da Alemanha. Este, por sua vez, enviou o caso para o Tribunal de Justiça da União Europeia, que tem sede no Luxemburgo.

A ordem de detenção referia-se inicialmente ao caso de narcotráfico, mas de acordo com o tribunal europeu, as autoridades italianas (que o prenderam e o enviaram para a Alemanha) também concordaram em que ele fosse julgado pelo caso de estupro no Algarve.

Quanto ao caso de Maddie McCann, que desapareceu na Praia da Luz, em 2007, a investigação continua em curso. Além do caso Maddie, o alemão está também a ser investigado por agressão sexual a uma menina de 10 anos na região do Algarve, em abril de 2007, e por outros casos ainda não solucionados.

*com agências  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas