Escolha as suas informações

Luxemburgo tem mais concorrentes na corrida pelo Centro Europeu de Cibersegurança
Sociedade 21.10.2020

Luxemburgo tem mais concorrentes na corrida pelo Centro Europeu de Cibersegurança

Luxemburgo tem mais concorrentes na corrida pelo Centro Europeu de Cibersegurança

Shutterstock
Sociedade 21.10.2020

Luxemburgo tem mais concorrentes na corrida pelo Centro Europeu de Cibersegurança

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Bruxelas, Leão, Bucareste e Vílnius são as outras cidades na corrida para acolher esta estrutura que vai ter um investimento de 4,8 mil milhões de euros.

A candidatura da cidade do Luxemburgo para acolher o Centro Europeu de Cibersegurança vai ter mais concorrentes. Além das já conhecidas candidaturas de Bruxelas e Leão (Espanha), a imprensa internacional refere que somam-se agora Bucareste (Roménia), Vílnius (Lituânia) e ainda uma cidade polaca a ser anunciada em breve.

O Luxemburgo, que tem como objetivo ser o “cofre-forte” de dados digitais na Europa e uma das referências do setor mundial, está preparado para acolher o novo centro. A decisão deverá ser conhecida entre final do ano e o início de 2021.

O Centro Europeu de Cibersegurança vai criar perto de 60 postos de trabalho para coordenar todas as investigações de segurança cibernética na Europa. Os fundos comunitários vão atribuir 2,8 mil milhões de euros para a sua implementação e mais 2 mil milhões para o seu desenvolvimento.

Atualmente, a Europa é um dos grandes importadores de produtos e soluções de segurança cibernética, estando altamente dependente de fornecedores de outros continentes. Segundo estimativas oficiais, esta atividade movimenta um mercado de 600 mil milhões de euros, prevendo-se que nos próximos anos cresça em média 17%, tanto em termos de empresas, vendas e emprego.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.