Escolha as suas informações

Luxemburgo junta-se aos EUA para regressar à Lua até 2024
Sociedade 14.10.2020

Luxemburgo junta-se aos EUA para regressar à Lua até 2024

Luxemburgo junta-se aos EUA para regressar à Lua até 2024

Foto: AFP
Sociedade 14.10.2020

Luxemburgo junta-se aos EUA para regressar à Lua até 2024

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
O Luxemburgo é um dos sete países que se juntaram aos Estados Unidos para planear o regresso da humanidade à Lua até 2024.

A contribuição do Grão-Ducado vai ser feita através da Agência Espacial Luxemburguesa, que vai trabalhar nas áreas de "prospeção de recursos, mobilidade de superfície e operações e energia", garantiu esta quarta o ministro da Economia, Franz Fayot. Fayot esteve reunido com o embaixador norte-americano no Luxemburgo, Randy Evans, para a assinatura do acordo entre os dois países.

Os "Acordos Artemis" foram celebrados entre a a agência espacial norte-americana, NASA, com Luxemburgo, Austrália, Canadá, Itália, Japão, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido. As parcerias visam o regresso humano à Lua até 2024. Segundo Franz Fayot, o Programa Artemis está "em linha com os esforços empreendidos pelo Luxemburgo para a exploração espacial e o uso de recursos no espaço, para o benefício da humanidade". 


Bob Behnken e Doug Hurley regressaram à Terra este domingo após terem passado dois meses na Estação Espacial Internacional.
SpaceX abre caminho ao turismo espacial ao trazer com sucesso astronautas para Terra
A missão bem sucedida abre caminho para o turismo espacial, um dos planos da empresa do multimilionário Elon Musk.

Um objetivo previsto na iniciativa SpaceResources.lu, lançada pelo Governo em 2016. O Programa Artemis vai começar a enviar cargas úteis à Lua a partir de 2021, mas a chegada humana à superfície lunar só deverá acontecer em 2024. O programa prevê ainda a construção da estação lunar Gateway, que servirá também para preparar futuras missões ao planeta Marte.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.