Escolha as suas informações

Luxemburgo já não está no top 10 dos países mais saudáveis do mundo
Sociedade 26.02.2019

Luxemburgo já não está no top 10 dos países mais saudáveis do mundo

Luxemburgo já não está no top 10 dos países mais saudáveis do mundo

Sociedade 26.02.2019

Luxemburgo já não está no top 10 dos países mais saudáveis do mundo

O Grão-Ducado é o 11° país mais saudável do mundo, tendo descido um lugar no ranking da Bloomberg Healthiest Country. Espanha ficou em primeiro lugar.

Num total de 129 países, o Luxemburgo é o 11° país mais saudável do mundo, segundo a análise divulgada esta segunda-feira pela Bloomberg Healthiest Country. Espanha (1°), Itália (2°) e Islândia (3°) ocupam o pódio no ranking. A análise é feita de acordo com alguns fatores como a esperança média de vida, o acesso e a qualidade dos cuidados médicos, a água potável disponível ou a dieta da maioria dos habitantes. Em causa estão também alguns riscos para a saúde pública como a obesidade e o tabagismo.


Mulheres menos saudáveis do que os homens no Luxemburgo?
Serão as mulheres menos saudáveis do que os homens no Luxemburgo? Dados do Eurostat sobre a esperança de vida saudável mostram, pelo menos, que por cá elas começam a sentir limitações físicas mais cedo do que eles.

Espanha lidera os resultados devido à sua dieta mediterrânea (rica em azeite virgem e frutos secos) e à descida do número de mortes por cancro e doenças cardiovasculares. Além disso, é o país com a maior taxa de esperança média de vida da União Europeia, com a idade a rondar os 82,9 anos. "Os cuidados de saúde básicos são quase sempre prestados pelo serviço público, com médicos de família especializados e enfermeiros que proporcionam serviços preventivos para crianças, mulheres e idosos", diz o relatório divulgado em 2018 pelo Observatório Europeu dos Sistemas e Políticas de Saúde, citado pela Bloomberg.


Cancro é a principal causa de morte dos homens no Luxemburgo
Dados foram relembrados pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Cancro antes da jornada mundial sobre a doença que se realiza na próxima segunda-feira.

No ranking do ano passado, Luxemburgo estava no top 10, em 10° lugar. A sua descida deve-se a alguns fatores como o aumento da obesidade, da junk food ("comida de plástico" como hambúrgueres e pizzas) e a falta de atividade física. Ainda assim, o Grão-Ducado continua à frente de países como a França (12°), Portugal (22°), Alemanha (23°) e Bélgica (28°).

Veja o ranking completo em baixo:



Bloomberg Healthiest Country Index