Escolha as suas informações

Luxemburgo. Investigação descobre possível cura para a doença de Parkinson
Sociedade 15.09.2020

Luxemburgo. Investigação descobre possível cura para a doença de Parkinson

Luxemburgo. Investigação descobre possível cura para a doença de Parkinson

Foto: Pierre Matgé
Sociedade 15.09.2020

Luxemburgo. Investigação descobre possível cura para a doença de Parkinson

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Após sete anos de trabalho, uma equipa internacional de investigação determinou a causa de certas transformações genéticas da doença de Parkinson e identificou opções para possíveis tratamentos farmacológicos.

A equipa interdisciplinar liderada por Rejko Krüger, do Centro de Biomedicina de Sistemas do Luxemburgo (LCSB) da Universidade do Luxemburgo, utilizou culturas de células 'in vitro' de amostras de pele de doentes.    

O que lhes permitiu descobrir  uma proteína chamada DJ-1 que desempenha um papel crucial no funcionamento das células nervosas. Se o corpo for incapaz de produzir DJ-1 suficiente, algumas células nervosas morrem e, como resultado, podem desenvolver-se doenças neurodegenerativas como a Parkinson.

"Este resultado oferece uma abordagem completamente nova para o tratamento genético da Parkinson, ou seja, tratar a disfunção na síntese proteica. Esta descoberta muda fundamentalmente a nossa compreensão das causas da doença e oferece opções de tratamento completamente novas", diz o Dr. Ibrahim Boussaad, investigador da CBSL. 


Parkinson. Novo tratamento devolve movimentos aos doentes
Uma equipa de investigação canadiana conseguiu, através de um novo tratamento, recuperar movimentos físicos em doentes com Parkinson.

Este é um trabalho conjunto que também envolve a Clínica de Investigação de Parkinson, o banco de células (Biobank) e o Fundo Nacional de Investigação do Luxemburgo. Este pode ser um passo importante na luta contra a segunda doença neurodegenerativa mais comum depois do Alzheimer. Cerca de sete milhões de pessoas em todo o mundo são afetadas pela doença de Parkinson, um número que poderá duplicar nos próximos 20 anos, devido ao envelhecimento da população. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.