Escolha as suas informações

Luxemburgo é segundo país do mundo com melhor desempenho ambiental
Sociedade 06.04.2021

Luxemburgo é segundo país do mundo com melhor desempenho ambiental

Luxemburgo é segundo país do mundo com melhor desempenho ambiental

Foto: Guy Jallay
Sociedade 06.04.2021

Luxemburgo é segundo país do mundo com melhor desempenho ambiental

Esta conclusão é do Índice de Desempenho Ambiental elaborado por importantes universidades norte-americanas. Portugal está em 27º lugar no ranking.

Apesar de a pandemia ter a prioridade absoluta nas agendas da esmagadora maioria dos governos do planeta, as alterações climáticas continuam a ser um desafio que a humanidade vai ter de enfrentar nas próximas décadas. De acordo com o Índice de Desempenho Ambiental das universidades norte-americanas de Yale e de Columbia, o Luxemburgo é o segundo país melhor colocado neste ranking.

Os investigadores recorreram a 32 indicadores para classificar 180 países sobre biodiversidade, ecossistema e proteção ambiental. O índice avalia também o desempenho dos decisores sobre políticas ambientais e analisou a qualidade do ar e da água e os limites às emissões de carbono.

Os dez países mais amigos do ambiente estão na Europa. A encabeçar o ranking está a Dinamarca. Os vizinhos do Luxemburgo têm posições diversas. França está em quinto lugar, a Alemanha está em décimo lugar e a Bélgica está em 15º lugar. Mais distante está Portugal, na 27º posição da lista.

Os investigadores destacaram a disparidade entre países e continentes destapando o peso do produto interno bruto nas desigualdades verificadas. A saúde financeira é um elemento essencial para a capacidade de cada Estado de implementar medidas para o combate às alterações climáticas. Países como o Burundi, Costa do Marfim ou a Libéria estão no fim da lista.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Luxemburgo é o 8° melhor país para se viver
O Luxemburgo é um dos países com melhor qualidade de vida. De acordo com um estudo publicado esta semana pela organização norte-americana Social Progress Imperative, o Grão-Ducado é o oitavo melhor país para se viver em 2018.