Escolha as suas informações

Luxemburgo e França vão testar certificado verde digital
Sociedade 03.05.2021

Luxemburgo e França vão testar certificado verde digital

Luxemburgo e França vão testar certificado verde digital

Foto: Anouk Antony
Sociedade 03.05.2021

Luxemburgo e França vão testar certificado verde digital

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
"O certificado verde digital não pode ser a única solução" para facilitar a mobilidade na Europa. Quem o diz é o primeiro-ministro, Xavier Bettel.

O chefe do Governo luxemburguês defendeu esta posição esta tarde numa conferência de imprensa conjunta com o comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, e do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros de França, Clément Beaune.

Os dois políticos franceses efetuaram hoje uma visita de trabalho ao Grão-Ducado onde a sede europeia da empresa (EuroHPC) para a computação de alto desempenho foi hoje inaugurada, em Gasperich, na cidade do Luxemburgo.

Sem surpresas, as conversações entre os responsáveis políticos foram dominadas pela pandemia da covid-19. Um dos temas em destaque foi o certificado verde digital. Um documento – que se quer bilingue e com um código QR, proposto em meados de março pela Comissão Europeia – que visa comprovar a vacinação, testagem ou recuperação da covid-19.


Bruxelas propõe reabrir fronteiras da UE a estrangeiros já vacinados
A Comissão Europeia propôs hoje aos Estados-membros um alívio das atuais restrições às viagens não essenciais para a União Europeia, sugerindo designadamente que seja permitida a entrada a cidadãos de países terceiros já vacinados contra a covid-19.

Xavier Bettel aprova a ideia, que visa retomar a livre circulação na União Europeia (UE) no verão, mas defende que "por exemplo, os autotestes de antigénio sejam tidos em conta no certificado. Até porque há pessoas que não têm ainda acesso à vacina" anticovid.

Mas foi pela voz do comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, que se ficou a saber que "o Luxemburgo e a França vão ser os dois países da UE onde os testes do certificado verde digital vão decorrer". Thierry Breton promete "um documento seguro em que confidencialidade dos dados pessoais será garantida".


Centro de vacinação Hall Victor Hugo, na capital.
Luxemburgo já tem certificado de vacinação contra a covid-19
O Luxemburgo responde assim a um desejo da Comissão Europeia que pretende criar um certificado verde digital válido em toda a UE.

Por seu lado, o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros de França, Clément Beaune, enalteceu o facto dos dois países vizinhos "nunca terem fechado fronteiras" para travar a pandemia. "Uma solidariedade bilateral para salvar vidas" e que, de resto, Xavier Bettel fez também questão de agradecer, já que o setor hospitalar luxemburguês depende fortemente da mão de obra transfronteiriça.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

França "reticente" quanto a passaporte de vacinação europeu
O país está “reticente” quanto à criação de um passaporte comunitário de vacinação contra a covid-19 e considera que esta questão não deve ser tratada no Conselho Europeu da próxima semana, admitiu o secretário de Estado dos Assuntos Europeus.