Escolha as suas informações

Livro polémico sobre Trump vai ser publicado
Sociedade 2 min. 02.07.2020

Livro polémico sobre Trump vai ser publicado

Livro polémico sobre Trump vai ser publicado

Foto:AFP
Sociedade 2 min. 02.07.2020

Livro polémico sobre Trump vai ser publicado

Um juiz do Tribunal de Recurso de Nova Iorque levantou uma proibição temporária de publicação de um livro escrito pela sobrinha do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contendo revelações polémicas.

Segundo a agência de notícias France-Presse (AFP), a decisão permite à editora Simon & Schuster imprimir e distribuir o livro de 240 páginas, quando faltam três meses para as eleições presidenciais.

Com o título "Too Much and Never Enough: How My Family Created the World's Most Dangerous Man" ("Demasiado e Nunca Suficiente: Como a Minha Família Criou o Homem Mais Perigoso do Mundo"), o livro, de Mary L. Trump, sobrinha do Presidente norte-americano, tem publicação prevista para 28 de julho.

Em 24 de junho, o irmão do Presidente dos Estados Unidos, Robert Trump, interpôs uma ação num tribunal de Nova Iorque para impedir a publicação do livro, alegando que a autora violou um acordo de confidencialidade em relação à herança de Fred Trump, pai de Donald Trump e avô de Mary Trump, que morreu em 1999.

O juiz Hal Greenwald tinha bloqueado a publicação na terça-feira, mas o magistrado do tribunal de recurso, Alan Scheinkman, decidiu na quarta-feira que a editora "não é parte do acordo de confidencialidade", tendo levantado a proibição de publicação.

O juiz adiou, no entanto, para mais tarde, a decisão sobre se a sobrinha de Trump e autora do livro violou o acordo, destinado a impedi-la de revelar segredos familiares.

Numa declaração enviada à AFP, o advogado de Mary Trump, Ted Boutrous, qualificou a decisão de "boas notícias".

Contudo, o mandatário escreveu na rede social Twitter que a injunção temporária "permanece em vigor" em relação a Mary Trump, mas anunciou que apresentará hoje recurso em tribunal, "para explicar por que razão [a interdição] deve ser levantada".

Mary L. Trump, psicóloga de 55 anos, é filha de Fred Trump Jr., o irmão mais velho de Donald Trump, que morreu em 1981, com 42 anos, devido a alcoolismo.

Segundo a editora Simon & Schuster, o livro de memórias lança "luz" sobre "a história sombria" da família do Presidente norte-americano, relatando acontecimentos que a autora testemunhou em casa dos avós, em Nova Iorque, onde Donald Trump e os seus quatro irmãos cresceram.

De acordo com o 'site' de notícias Daily Beast, Mary Trump deverá também revelar que é a principal fonte de uma grande investigação sobre as finanças de Donald Trump publicada pelo New York Times.

Este não é o único livro comprometedor para Trump em que houve tentativas para bloquear a sua publicação.

Em 20 de junho, um juiz federal norte-americano determinou que o ex-conselheiro de Segurança Nacional John Bolton podia publicar um livro de memórias, apesar dos esforços da administração do Presidente Donald Trump para o impedir.

O Governo dos Estados Unidos tinha apresentado um pedido para bloquear o lançamento de "A Sala Onde Tudo Aconteceu", crónica dos 17 meses que o ex-conselheiro Bolton passou com o ocupante da Casa Branca, em 2018 e 2019, dizendo-se preocupado com a possibilidade de a obra expor informações consideradas secretas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.