Escolha as suas informações

Kirchberg. Jovem de 18 anos é esfaqueada em frente à Escola Europeia
Sociedade 23.02.2021 Do nosso arquivo online

Kirchberg. Jovem de 18 anos é esfaqueada em frente à Escola Europeia

Kirchberg. Jovem de 18 anos é esfaqueada em frente à Escola Europeia

Sociedade 23.02.2021 Do nosso arquivo online

Kirchberg. Jovem de 18 anos é esfaqueada em frente à Escola Europeia

Redação
Redação
O incidente ocorreu na passada segunda-feira, 22, em frente à Escola Europeia em Kirchberg.

Mais um caso de violência entre jovens no Luxemburgo. Desta vez, uma discussão entre três jovens, em frente à Escola Europeia de Kirchberg, resultou no esfaqueamento de uma adolescente de 18 anos. 

A discussão terá sido provocada por um rapaz de 17 anos, segundo informações avançadas pelo Wort. Este terá ameaçado a vítima e o namorado, de 20 anos, que terá sacado de uma faca para se defender.

Não estão claras as circunstâncias da briga mas acabou com uma facada no peito da jovem. Esta foi logo assistida por um médica e operada de urgência no hospital. Ao que tudo indica, não corre perigo de vida. O rapaz de 17 anos foi preso pouco tempo depois. 

Desde o início do ano, este é o segundo caso de violência juvenil no Luxemburgo. O primeiro caso, o homicídio de Rafael, um jovem de 18 anos, filho de pai português, que frequentava o Liceu Técnico de Bonnevoie, chocou o país. 


Alerta. Violência entre jovens continua a ser desvalorizada pelo Governo
Chamada de atenção da Associação Geral dos Professores do Ensino Secundário e Superior (AGESS) surge no rescaldo do homicídio de um rapaz de 18 anos por dois adolescentes, de 15 e 17 anos, em Bonnevoie.

O crime terá sido premeditado por dois outros adolescentes, de 15 e 17 anos. A dupla aguarda julgamento na Unidade de Segurança do Centro Sócio-Educativo do Luxemburgo (Unisec), em Dreiborn.   

A AGESS, Associação Geral dos Professores do Ensino Secundário e Superior já fez o alerta para a desvalorização da violência juvenil no Grão-Ducado. O problema não é novo mas há muito que é ignorado pelo Governo, crítica a AGESS. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas