Escolha as suas informações

Jovens no Luxemburgo deixam casa dos pais pouco depois dos 20 anos
Sociedade 13.08.2020

Jovens no Luxemburgo deixam casa dos pais pouco depois dos 20 anos

Jovens no Luxemburgo deixam casa dos pais pouco depois dos 20 anos

Foto: Lex Kleren
Sociedade 13.08.2020

Jovens no Luxemburgo deixam casa dos pais pouco depois dos 20 anos

Diana ALVES
Diana ALVES
Mais cedo do que os jovens do Grão-Ducado só mesmo os suecos. Por cá, os rapazes dão esse passo mais cedo do que as raparigas, revelam os dados do Eurostat.

O Luxemburgo é o segundo país da União Europeia (UE) onde os jovens deixam a casa dos pais mais cedo. De acordo com dados do Eurostat, referentes a 2019, os jovens do Grão-Ducado têm, em média, 20,1 anos quando decidem sair da casa dos pais, um valor bastante abaixo da média europeia de 26,2 anos.

Na lista do gabinete de estatísticas europeu, o Luxemburgo é apenas ultrapassado pela Suécia, onde os jovens abandonam a casa da família aos 17,8 anos. O Grão-Ducado ocupa assim a segunda posição, com uma média de 20,1 anos, e a seguir a Dinamarca, com 21,1 anos. Em quarto está outro país mais a norte, a Finlândia (21,8 anos).Seguem-se a Estónia (22.2 anos), França (23,6 anos), Alemanha e Países Baixos (ambos com 23,7 anos). 

Fonte: Eurostat

O Eurostat revela também que, em praticamente todos os Estados-membros, as mulheres tendem a ir viver sozinhas mais cedo do que eles. A única exceção é o Luxemburgo, onde os rapazes dão esse passo mais cedo do que as raparigas, embora a diferença seja mínima, com 20,0% contra 20,3%, respetivamente. 


Luxemburgo sem emprego para jovens com menos de 30 anos
26,9% dos residentes do Grão-Ducado com menos de 30 anos procuram emprego sem sucesso.

 Jovens do sul da Europa tendem a sair mais tarde 

Do lado oposto, Croácia, Eslováquia e Itália são os Estados-membros onde os jovens ficam mais tempo em casa dos pais. Em média, só deixam o ninho por volta dos 31 anos de idade. No caso da Croácia, por exemplo, já estão perto dos 32 anos quando decidem dar esse passo. Na Eslováquia fazem-no um pouco mais cedo (30,9 anos).  Seguem-se Itália (30,1 anos), Bulgária (30 anos), Malta (29,9 anos), Espanha (29,5 anos), Portugal (29 anos) e Grécia (28,9 anos).


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Luxemburgo: Tempo de vida ativa é dos menores da UE
No Luxemburgo, o período de vida ativa é dos mais curtos da União Europeia. De acordo com os dados do Eurostat, as pessoas têm uma vida ativa de 33 anos no Grão-Ducado, um valor acima dos 31 anos verificados em 2006.