Escolha as suas informações

Jovem ferido com gravidade em Cabo Verde chega hoje ao Luxemburgo
Jordan Gomes Lima regressa hoje ao Luxemburgo para ser operado.

Jovem ferido com gravidade em Cabo Verde chega hoje ao Luxemburgo

Foto: Facebook Soutien à Jordy Gomes
Jordan Gomes Lima regressa hoje ao Luxemburgo para ser operado.
Sociedade 2 min. 10.01.2019

Jovem ferido com gravidade em Cabo Verde chega hoje ao Luxemburgo

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Jordan Lima, jovem de 22 anos que corre perigo de paralisação depois um grave acidente no domingo, em Cabo Verde, chega esta tarde ao Luxemburgo.

A confirmação foi dada hoje ao Contacto por Domenico Laporta, antigo educador do jovem e conhecido dirigente de futsal, que divulgou o caso nas redes sociais. "O avião partiu de manhã e deverá chegar ao final da tarde ao Luxemburgo e o transporte é assegurado pelo Estado luxemburguês, através de uma empresa que presta cuidados médicos", disse Laporta, garantindo não se tratar da Luxembourg Air Rescue.


Luxemburgo vai pagar regresso de jovem ferido com gravidade em Cabo Verde
Jordan Lima, 22 anos, estava a passar férias em Cabo Verde, terra dos pais, quando embateu com a cabeça numa pedra, no domingo, durante um mergulho. Internado em estado grave e sem seguro de viagem para garantir o regresso ao Grão-Ducado, onde reside, o governo luxemburguês assumiu as despesas do repatriamento, que terá lugar nas próximas horas.

A chegada do voo proveniente da ilha de São Vicente foi também confirmada esta tarde pelo diretor do Caixa Mutualista Médico-Cirúrgica (CMCM na sigla francesa), Fabio Secci, que chegou a acordo com o Governo para este apoio excecional de repatriamento.

Jordan Lima estava a passar férias em Cabo Verde, onde nasceu, quando embateu com a cabeça numa pedra, no domingo, durante um mergulho na praia da Laginha, em São Vicente. Com uma lesão na medula espinal, o seu estado é considerado grave, correndo risco de paralisação. A operação deverá ter lugar nas próximas horas numa unidade hospitalar no Grão-ducado.


Solidariedade Luxemburgo - Cabo Verde escreve-se em forma de cruz
Hoje, quarta-feira, Jordan Lima deveria recomeçar o trabalho na empresa de entrega de refeições ao domicílio Tommy's box, depois das férias em Cabo Verde. Mas isso não vai acontecer, porque deverá estar ainda internado, em estado grave, algures numa cama do hospital da ilha de São Vicente. Depois dos amigos e familiares, a ajuda chegou do Estado luxemburguês.

Em reação às críticas nas redes sociais sobre a não intervenção da Luxembourg Air Rescue e o alegado atraso no repatriamento, Fabio Secci, da CMCM esclarece. "Antes de mais, é preciso saber que o incidente que aconteceu ao Jordan e o traumatismo constituem um imperativo de estabilização [do doente] antes do transporte, que envolve uma distância considerável entre Cabo Verde e o Luxemburgo [cerca de sete horas]. É óbvio que uma operação imediata no local teria sido a solução ideal, mas, infelizmente, Cabo Verde não está muito avançado em termos de uma cirurgia tão complexa. É por isso que o repatriamento é a segunda melhor escolha", explica Fabio Secci, num comunicado partilhado na página de Facebook de Emerson Rodrigues, amigo e antigo colega de futsal de Jordan Lima.


Luxembourg Air Rescue foi a Cabo Verde repatriar doente luxemburguesa
A tripulação do jacto privado da Luxembourg Air Rescue já estava preparada para levantar voo à hora marcada. Eram 11h45 no aeroporto de Findel. Destino: cidade da Praia, Cabo Verde. Missão: repatriar uma luxemburguesa de 82 anos que acabara de ter um acidente em Cabo Verde, durante um cruzeiro pelo Atlântico. O CONTACTO acompanhou a viagem e conta-lhe em exclusivo a história de um repatriamento – ou talvez dois.

"O avião, que foi enviado para repatriar Jordy [como é conhecido] pousou ontem à noite na ilha ao lado, porque não foi possível aterrar [em São Vicente] já tão tarde. A equipa e o avião têm um período de descanso obrigatório de 12 horas antes de poderem levantar voo (este é exatamente o mesmo cenário da Luxembourg Air Rescue). O voo e o repatriamento são em si um perigo real para Jordy e é por isso que tudo deve ser feito para minimizar os riscos, que ainda são importantes dada a situação médica de Jordy", refere o diretor da CMCM, acrescentando que o jovem "será imediatamente cuidado pelos cirurgiões, assim que o voo chegar, entre as 18 e as 20h".

(Leia o artigo na íntegra na edição do jornal Contacto de quarta-feira, dia 16 de janeiro.)


Notícias relacionadas

Luxemburgo vai pagar regresso de jovem ferido com gravidade em Cabo Verde
Jordan Lima, 22 anos, estava a passar férias em Cabo Verde, terra dos pais, quando embateu com a cabeça numa pedra, no domingo, durante um mergulho. Internado em estado grave e sem seguro de viagem para garantir o regresso ao Grão-Ducado, onde reside, o governo luxemburguês assumiu as despesas do repatriamento, que terá lugar nas próximas horas.