Escolha as suas informações

Imunidade à covid-19 pode durar apenas alguns meses
Sociedade 13.07.2020

Imunidade à covid-19 pode durar apenas alguns meses

Imunidade à covid-19 pode durar apenas alguns meses

Foto: AFP
Sociedade 13.07.2020

Imunidade à covid-19 pode durar apenas alguns meses

Os níveis de anticorpos caem significativamente três meses após a infeção, uma descoberta que poderá ter implicações no desenvolvimento da vacina, dizem investigadores britânicos

As pessoas que recuperaram de сovid-19 podem perder imunidade à doença em poucos meses, conclui a investigação do King's College London, no Reino Unido.

Depois de testar a resposta imunitária de mais de 90 doentes e profissionais de saúde, os cientistas descobriram que os níveis de anticorpos que podem destruir o vírus atingiram o pico três semanas depois do início dos sintomas e depois diminuíram rapidamente, descreve o The Guardian.

Em particular, os testes sanguíneos revelaram que enquanto 60% das pessoas tinham uma resposta "potente" de anticorpos no auge da sua batalha contra o vírus, apenas 17% mantiveram a mesma potência três meses mais tarde. Os níveis de anticorpos caíram até 23 vezes durante o período e, em alguns casos, tornaram-se indetetáveis.

Katie Doores, uma das investigadoras, diz que as pessoas "estão a produzir uma resposta razoável de anticorpos ao vírus", embora esta "diminua num curto período de tempo", pelo que "quão alto é o seu pico" depende de "quanto tempo os anticorpos permanecem". 

De facto, o estudo concluiu que os níveis de anticorpos aumentaram mais e duraram mais tempo em casos graves, o que se deve provavelmente ao facto de terem mais vírus e produzirem mais anticorpos para combater a infeção.

O estudo, que foi submetido a uma revista científica mas ainda não foi revisto pelos pares, pode ter implicações no desenvolvimento de vacinas e na procura de "imunidade de grupo", sugerindo que as pessoas podem ser reinfetadas ano após ano e que as vacinas podem não as proteger durante muito tempo.

"Se a sua infeção lhe estiver a dar níveis de anticorpos que caem em dois ou três meses, a vacina fará potencialmente a mesma coisa", explica Doores, que prevê que as pessoas possam "precisar de um reforço", uma vez que "uma dose pode não ser suficiente". 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas