Escolha as suas informações

Hotel alemão confirma ter rejeitado hóspedes do Luxemburgo mas nega discriminação
Sociedade 2 min. 26.07.2020

Hotel alemão confirma ter rejeitado hóspedes do Luxemburgo mas nega discriminação

Hotel alemão confirma ter rejeitado hóspedes do Luxemburgo mas nega discriminação

Foto: Elztalhotel
Sociedade 2 min. 26.07.2020

Hotel alemão confirma ter rejeitado hóspedes do Luxemburgo mas nega discriminação

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Depois de várias críticas nas redes sociais, o Elztalhotel emitiu um comunicado a explicar que o aumento de casos de covid-19 no Grão-Ducado justificou essa decisão temporária.

O hotel alemão Elztalhotel, situado em Winden im Elztal, confirma ter rejeitado reservas de hóspedes do Luxemburgo, mas rejeita as acusações de discriminação. 

Num comunicado publicado este sábado, 25 de julho, no seu site e redes sociais oficiais, a unidade hoteleira de quatro estrelas justifica ter tomado a decisão com base no recente aumento de casos de transmissão de covid-19 no Grão-Ducado.

"Depois de o Instituto Robert Koch ter classificado o Luxemburgo como uma área de risco e o Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão ter emitido um aviso contra viagens desnecessárias, especialmente viagens turísticas ao Luxemburgo, decidimos não aceitar temporariamente quaisquer hóspedes do Luxemburgo por razões de segurança", escreveu o hotel nos seus canais oficiais.

O hotel nega, no entanto, qualquer discriminação na origem da decisão.

"Queremos distanciar-nos explicitamente das acusações de que este procedimento tem um fundo racista. Todos os que nos conhecem e já foram hóspedes na nossa casa sabem que os recebemos calorosa e abertamente. Gostaríamos de salientar mais uma vez que damos as boas-vindas a convidados de todas as nacionalidades e origens."

Face a críticas que circulavam nas redes sociais que alegavam que, mesmo na posse de teste negativo à covid-19, o hotel se recusava a receber os hóspedes do Luxemburgo, o comunicado do hotel argumenta que só no sábado soube que lhes é "permitido acomodar hóspedes luxemburgueses se estes puderem apresentar um teste corona negativo".

 "Teremos essa confirmação na próxima semana por um organismo oficial, ajustaremos o nosso procedimento em conformidade e, claro, informar-vos-emos. Queremos pedir desculpa do fundo do coração por toda esta situação, nunca foi nossa intenção discriminar ninguém de forma alguma", conclui o texto.

Face ao crescimento no número de casos de covid-19 no Luxemburgo e às condições impostas nos países de destino, o Grão-Ducado facilita a obtenção de um teste covid-19 um teste antes da sua partida, através de um sistema criado a 17 de Julho que torna possível o registo para realizar o referido teste gratuitamente, como parte dos testes de rastreio em larga escala (www.covid19.lu).  

Este serviço continuará a ser aplicável para viagens até 2 de Agosto de 2020. Para quem pretende viajar a partir de 3 de agosto, haverá um novo sistema de testes à covid-19, já a partir do início da próxima semana. 

Os residentes luxemburgueses que forem viajar a partir dessa data podem fazer o seu pedido de teste de diagnóstico covid-19 exclusivamente através do MyGuichet.lu.   



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas