Escolha as suas informações

Gripe aviária cada vez mais perto do Luxemburgo
Sociedade 10.11.2020 Do nosso arquivo online

Gripe aviária cada vez mais perto do Luxemburgo

Países Baixos abateram mais de 37.000 frangos em outubro deste ano, e deverão abater mais nas próximas semanas.

Gripe aviária cada vez mais perto do Luxemburgo

Países Baixos abateram mais de 37.000 frangos em outubro deste ano, e deverão abater mais nas próximas semanas.
Foto: EPA
Sociedade 10.11.2020 Do nosso arquivo online

Gripe aviária cada vez mais perto do Luxemburgo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Apesar de não haver casos a reportar no Grão-Ducado, os países vizinhos já estão a lidar com casos da gripe aviária.

Numa altura em que a pandemia de coronavírus não dá tréguas, há mais uma preocupação na lista das autoridades um pouco por toda a Europa: a gripe aviária. Com casos confirmados na Alemanha e nos Países Baixos, o Luxemburgo está atento à progressão do surto dado que "está a aproximar-se", disse à RTL Felix Wildschutz, Diretor dos Serviços Veterinários do Grão-Ducado.

"Por enquanto ainda não queremos confinar as aves domésticas", como já acontece em França, "até porque as análises efetuadas não detetaram nenhum caso ainda", garantiu Wildschutz. Em todo o caso, até ao final desta semana as autoridades de proteção animal, pedindo a todos os criadores de aves para não alimentarem aves migratórias e protegerem os quintais com redes.  

Em território francês, a preocupação tem aumentado, com 46 regiões consideradas zonas de "alto risco", incluindo a Moselle. As autoridades já deram indicações a todos os avicultures para adotarem medidas de segurança reforçadas, mantendo as todas aves confinadas para evitarem contacto com as migratórias. Durante o fim de semana o jardim zoológico de Mulhouse também vacinou todas as 70 espécies de aves como medida de prevenção. 

Na também vizinha Alemanha foi detetado um caso em Schleswig-Holstein e 36 frangos serão abatidos. As aves de criações próximas do local não poderão ficar em espaços abertos. 

Segundo a AFP, nos Países Baixos cerca de 215 mil aves serão abatidas após terem sido detetatos casos. A ministra holandesa da Agricultura, Carola Schouten, proibiu o transporte de aves, ovos, esterco e chorume numa área de dez quilómetros à volta do aviário em questão. Cerca de 35,7 mil aves já tinham sido abatidas (restam outras 100 mil para abater) no final de outubro numa quinta localizada na província de Puiflijk.  

Mais a norte, no Reino Unido foram confirmados casos da gripe do tipo H5N8 perto de Cheshire, mas as autoridades avisam que o risco para a segurança pública ainda é "muito baixo". "Todas as 13 mil aves da quinta em questão serão abatidas para limitar a propagação da doença", confirmou o Governo em comunicado. 



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O governo recomendou hoje aos empresários de explorações avícolas e a particulares no Luxemburgo que confinem os seus animais, à exceção das avestruzes.