Escolha as suas informações

Gorilas do "Zoo" de San Diego testam positivo para o novo coronavírus
Sociedade 11.01.2021

Gorilas do "Zoo" de San Diego testam positivo para o novo coronavírus

Gorilas do "Zoo" de San Diego testam positivo para o novo coronavírus

AFP
Sociedade 11.01.2021

Gorilas do "Zoo" de San Diego testam positivo para o novo coronavírus

O governador do Estado norte-americano da Califórnia anunciou hoje que dois gorilas do jardim zoológico de San Diego testaram positivo para o novo coronavírus.

Numa conferência de imprensa sobre a pandemia, o governador Gavin Newsome afirmou que, além dos dois gorilas infetados com covid-19, um terceiro apresenta sintomas, estando as autoridades sanitárias empenhadas na confirmação da origem da infeção.

Segundo o Zoológico de San Diego, que está atualmente fechado ao público devido à pandemia, este é o primeiro caso conhecido de transmissão natural de Covid-19 nos primatas, cujo DNA é cerca de 98% semelhante ao dos Humanos.

Lisa Peterson, diretora executiva do Zoológico de San Diego, afirmou em comunicado que os animais apresentam "um pouco de congestão e tosse", mas que em geral "estão bem", permanecendo em quarentena. "Estamos otimistas de que eles terão uma recuperação completa", disse Peterson.

De acordo com o Zoológico, os gorilas terão sido infetados por um funcionário assintomático que, no entanto, seguiu os cuidados recomendados pelas autoridades de saúde norte-americanas e usou máscara na presença dos animais.

Depois dos primeiros sintomas nos animais, a infeção foi identificada na semana passada em testes preliminares, confirmados na segunda-feira por laboratórios veterinários federais.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Coronavírus. Pouco se sabe sobre a “ameaça internacional”
Com o eventual encerramento das fronteiras na ordem do dia, o Luxemburgo não adopta nenhuma medida para controlar a propagação do vírus para evitar “alarmismos”. Num quadro de incertezas, a Organização Mundial de Saúde mantém que “o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã” e recomenda hábitos de higiéne padrão.