Escolha as suas informações

Gordura ou hidratos? Afinal que tipo de comida nos faz engordar
Sociedade 2 min. 22.11.2018

Gordura ou hidratos? Afinal que tipo de comida nos faz engordar

Gordura ou hidratos? Afinal que tipo de comida nos faz engordar

Sociedade 2 min. 22.11.2018

Gordura ou hidratos? Afinal que tipo de comida nos faz engordar

A obesidade e perda de peso são temas controversos entre os cientistas e nutricionistas. Contrariamente a estudos que referem os hidratos de carbono como inimigos do peso, um novo estudo académico publicado em julho deste ano sugere que gordura gera gordura.

Um estudo realizado por uma equipa de investigadores sugere que dietas com elevado consumo de gorduras são mais conducentes a ganho de peso do que hidratos de carbono. Apesar de ter sido realizado em ratos de laboratório, a investigação sugere que uma dieta rica em gorduras e baixa em hidratos de carbono leva mais rapidamente a ganho de peso do que uma alimentação rica em hidratos de carbono refinados e pouca gordura. 

Os cientistas dividiram aleatoriamente os ratos do sexo masculino por 29 grupos de diferentes dietas alimentares. Algumas das dietas eram constituídas por 80% de gorduras saturadas e insaturadas e poucos hidratos de carbono. Contrariamente, outras eram elevadas em hidratos de carbono refinados, maioritariamente de grãos e xarope de milho (em algumas dietas os hidratos de carbono provinham sobretudo de açúcar). Outras dietas eram ricas ou muito pobres em proteína.

Os roedores permaneceram em cada um dos regimes durante três meses (o equivalente a nove anos em vida humana) ao mesmo tempo que podiam comer e mover-se livremente nos compartimentos. Os animais foram medidos pelos cientistas, que também analisaram o tecido cerebral de forma a detetar alguma alteração na atividade genética. Os cientistas concluíram que apenas alguns ratos ficaram obesos, sendo que quase todos tinham feito uma dieta elevada em gorduras. Ao mesmo tempo, os animais revelaram sinais de alterações genéticas, em áreas do cérebro relacionadas com o processamento das gratificações. Regra geral, os ratos pareciam estar felizes. 

Surpreendentemente nenhuma das outras dietas provocou alterações relevantes, tanto a nível físico como genético. Por exemplo, as dietas constituídas por 60% de gordura não levaram a alterações de peso significativas. Nestes casos, os cientistas notaram que os animais ingeriam menos comida, e suspeitam que se deve ao facto de os animais simplesmente não conseguirem suportar tanta gordura. Da mesma forma, os cientistas não registaram alterações  no caso dos regimes alimentares ricos em açúcar.

As conclusões do estudo, publicado na revista Cell Metabolism, foram replicadas em testes subsequentes em quatro grupos de roedores. Os novos testes confirmaram as anteriores conclusões: os ratos em dietas elevadas em gorduras ficaram obesos, diferente dos restantes grupos. Em declarações ao jornal The New York Times, os autores envolvidos no estudo acreditam que refeições com alto teor de gordura provocam um efeito em áreas do cérebro, aumentando o desejo de consumir mais gordura, fazendo-os ignorar outros sinais de que já estariam saciados. No geral, o estudo conclui que nem o açúcar nem os défices de proteína fizeram os ratos engordar, mas antes a gordura. 






Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.