Escolha as suas informações

Gelados Haägen-Dazs retirados do mercado devido a pesticida
Sociedade 05.08.2022
Segurança alimentar

Gelados Haägen-Dazs retirados do mercado devido a pesticida

Segurança alimentar

Gelados Haägen-Dazs retirados do mercado devido a pesticida

Foto: AP Photo/Keystone, Franco Greco
Sociedade 05.08.2022
Segurança alimentar

Gelados Haägen-Dazs retirados do mercado devido a pesticida

AFP
AFP
A recolha, anunciada esta quinta-feira pelas autoridades belgas, também afeta o Luxemburgo.

A Bélgica recolheu dez gelados Häagen-Dazs feitos com baunilha após a descoberta da presença de uma substância cancerígena durante uma inspeção, anunciou na quinta-feira a Agência Federal de Segurança da Cadeia Alimentar (AFSCA).

Os gelados retirados de circulação foram distribuídos na Bélgica e no Luxemburgo nas lojas Carrefour, Resuma, Colruyt, Delfood, Delhaize, Makro, Match, Cora, Bidfood, Ceges, Romeck, Mekabe e AET, precisou a agência belga.  

O fabricante do gelado, o grupo americano General Mills, encontrou vestígios de 2-Cloroetanol (2CE) indicador da presença de óxido de etileno num lote de produtos Häagen-Dazs, disse a AFSCA em comunicado. O óxido de etileno (ETO) é um pesticida cancerígeno proibido na Europa.

Fornecer de baunilha na origem do problema

Um fornecedor de baunilha foi identificado como a causa do problema e a General Mills decidiu recolher todos os produtos feitos com a baunilha comprada a este fornecedor, informou a AFSCA.

A agência belga publicou uma lista dos dez produtos que mandou recolher em todas as lojas. "Pedimos aos consumidores que os compraram que não os consumam e que contactem a General Mills para um reembolso."

O grupo americano já tinha recolhido voluntariamente quatro lotes dos seus gelados de baunilha da marca Häagen-Dazs comercializados em França no início de julho, após detetar vestígios de ETO atribuídos a um ingrediente, o extrato de baunilha, providenciado por um dos seus fornecedores.

Veja quais são os lotes afetados no comunicado da AFSCA.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas