Escolha as suas informações

Futuros pais podem acompanhar grávidas nas ecografias
Sociedade 12.04.2021

Futuros pais podem acompanhar grávidas nas ecografias

Futuros pais podem acompanhar grávidas nas ecografias

Foto: Pierre Matgé
Sociedade 12.04.2021

Futuros pais podem acompanhar grávidas nas ecografias

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
Questão parlamentar do ADR levou a esclarecimento da tutela da Saúde.

Apesar da prática ser comum em muitos hospitais do país, a Direção da Saúde assegurou recentemente que os futuros pais ou companheiros das grávidas podem estar presentes nas ecografias, e que "cabe a cada médico decidir" se autoriza ou não a sua presença.

A resposta surge numa questão parlamentar do partido nacionalista ADR sobre a matéria que punha em causa o dano emocional da medida seguida por vários hospitais e maternidades do país. Num curto esclarecimento, o ministério tutelado temporariamente por Romain Schneider diz agora que "a Direção da Saúde não emitiu nenhuma recomendação a dizer que os futuros pais não podem assistir às ecografias."

Apesar de considerar que o número de pessoas nos consultórios deve ser limitado devido à situação sanitária atual, a Saúde diz assim que a decisão de permitir ou não os pais ou companheiros nas consultas de gravidez deverá caber aos médicos. Mas, "respeitando as medidas de higiene não deverá haver problema que os pais possam estar presentes nestes momentos importantes", reitera ainda o Ministério.

Grávidas incluídas na fase 5 que já arrancou

As grávidas estão incluídas na fase 5 do plano de vacinação contra a covid-19, cujos convites já começaram a ser enviados. A gravidez é assim considerada um fator de "risco acrescido" de contrair a covid-19. Nestes casos, as grávidas poderão inscrever-se para a vacinação através do médico de clínica geral ou médico especialista a partir de 8 de abril e receberão posteriormente um convite por correio. 

Num parecer de 29 de março sobre gravidez e a covid-19, o Conselho Superior para as Doenças Infecciosas considera que "a gravidez não constitui uma contra-indicação à vacinação contra a covid-19". 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.