Escolha as suas informações

França. Mil passageiros passam noite dentro de TGV
Sociedade 3 min. 31.08.2020 Do nosso arquivo online

França. Mil passageiros passam noite dentro de TGV

França. Mil passageiros passam noite dentro de TGV

Foto: AFP
Sociedade 3 min. 31.08.2020 Do nosso arquivo online

França. Mil passageiros passam noite dentro de TGV

AFP
AFP
Mais de mil passageiros a bordo de um TGV que viajava para Paris tiveram de pernoitar nas carruagens na madrugada de domingo para segunda-feira, no sul de França. Os caminhos de ferro franceses (SNCF) esperam que a situação esteja resolvida só na terça-feira.

Os mil passageiros do TGV 8538 foram transferidos nas primeiras horas da manhã desta segunda para outro comboio que viajava para Bordéus por volta das oito da manhã e depois para Paris, de acordo com uma porta-voz da SNCF Nouvelle-Aquitaine. Os passageiros, que saíram de Hendaye para chegar a Paris no domingo às 16h20, foram bloqueados toda a noite, primeiro em Morcenx e depois em Ychoux, separadas por 50 km de distância, no departamento de Landes. O comboio duplo foi parado "na sequência de uma sucessão de problemas de fornecimento de energia" no sector Dax, de acordo com a Nouvelle-Aquitaine SNCF. 

Um outro TGV que deveria ter saído de Hendaye às 17:55 e chegar a Paris-Montparnasse às 22:00, já tinha saído atrasado e acabou por ficar preso em Biarritz, onde outro comboio já não tinha podido partir às 15:45.

Os dois TGV seguiram juntos para Hendaye. Um terceiro comboio foi bloqueado entre Dax e Bordeaux. "É uma confusão; há famílias, há crianças e não temos informações. O pessoal está sobrecarregado. Prometeram-nos comida e bebida  mas no final não recebemos nada", lamentou um jornalista da AFP no comboio.  

Os comboios franceses já informaram que uma avaria elétrica está na origem dos incidentes. O comboio duplo foi parado "na sequência de uma sucessão de problemas de fornecimento de energia" no sector Dax, de acordo com a Nouvelle-Aquitaine SNCF. Nenhum comboio circulará na segunda-feira nas linhas Bordeaux-Hendaye e Bordeaux-Tarbes.  "Muitas reparações foram feitas, mas estamos a conduzir uma investigação completa", acrescentou a SNCF. Em declarações à rádio francesa RMC, o ministro dos Transportes Jean-Baptiste Djebbari afirmou esta segunda que "os carris poderiam ser reabertos na terça-feira de manhã mas os trabalhos vão continuar". Sessenta quilómetros de carris foram danificados, especialmente ao nível das catenárias", acrescentou Jean-Baptiste Djebbari. 

Nas redes sociais, os passageiros mostravam a sua frustração pelos últimos momentos de férias atribulados e temendo a pandemia da covid-19. "As pessoas estão cansadas, famintas, sedentas. Nenhuma notícia, incidente após incidente, nenhum comboio de intercâmbio, escreveu um dos passageiros a bordo de um dos TGV no Twitter.  

"Estamos no comboio que sai de Biarritz às 12:23 e são 3 da manhã. 1100 passageiros a bordo: poderíamos ter máscaras para não acrescentar aos registos desta viagem de pesadelo o do maior aglomerado?", escrevia Isabelle Rucart, uma passageira.

Compensação a 300%

A transferência dos passageiros, organizada durante a noite, demorou mais de duas horas. De acordo com as autoridades de Landes, cerca de 70 passageiros do TER (Expresso Regional) e de um dos TGVs tiveram de ser alojados. Mas 445 passageiros de dois outros comboios tiveram de permanecer nas carruagens. 

"Não sabemos o que vai acontecer", disse um repórter da AFP esta segunda-feira de manhã, num dos comboios. "Acabaram de nos chamar para ir buscar croissants! Foram distribuídas máscaras, cobertores, água engarrafada e pequeno-almoço". 

"Estamos atualmente a estudar diferentes soluções para repatriar estas pessoas, para que possam regressar a casa o mais depressa possível e nas melhores condições possíveis", disse fonte dos caminhos de ferro franceses. "A compensação para os passageiros dos três comboios ascende aos 300% e todas as despesas acessórias, hotéis e táxis são também reembolsadas", de acordo com a mesma fonte.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A partir de segunda-feira, a SNCF retoma várias ligações ao Grão-Ducado com 118 TER entre Metz e o Luxemburgo. Alguns são exclusivos aos trabalhadores da saúde.