Escolha as suas informações

França. Mais de 100 municípios sem água potável
Sociedade 05.08.2022
Ambiente

França. Mais de 100 municípios sem água potável

Ambiente

França. Mais de 100 municípios sem água potável

Foto: Luis Tosta/Unsplash
Sociedade 05.08.2022
Ambiente

França. Mais de 100 municípios sem água potável

AFP
AFP
A "histórica" seca que se vive no país está a deixar as condutas vazias.

"Mais de uma centena de comunas em França não têm hoje água potável", disse o ministro da Transição Ecológica, Christophe Béchu, esta sexta-feira, que classificou a situação como "histórica" durante uma visita à região dos Alpes-de-Haute-Provence.


Fonte do rio Mosela secou
Em Vosges, não cai uma gota da nascente do Mosela.

Nestas cidades, disse o ministro, "há abastecimentos que são feitos com camiões carregados de água potável (...) porque já não há nada nas condutas. "O desafio consiste em impor um certo número de restrições para evitar que isto aconteça."

"As palavras de Elisabeth Borne [primeira-ministra francesa] são muito claras: esta é uma seca histórica", insistiu o ministro durante uma visita a uma exploração de lavanda em Roumoules.

Gabinete de crise reúne-se por causa da seca

Na sexta-feira de manhã, a primeira-ministra ativou a unidade de crise interministerial, que deverá reunir-se ainda hoje, face à "situação histórica que muitos territórios estão a atravessar", anunciou o Matignon.

Béchu apelou a que os territórios que estão a experimentar "défices de água prolongados", se "antecipem": "se tiverem de se abastecer, não se devem preocupar com isso de manhã quando já não houver água nas canalizações".


A água utilizada para preparar alimentos e cozinhar, por exemplo, poderia ter outras funções
Países da UE aconselhados a reutilizar águas residuais
Mais de 40.000 milhões de m3 de águas residuais são tratados anualmente na UE, mas apenas 964 milhões são reutilizados.

"A dificuldade em termos de logística e transporte não é a mesma" dependendo se se trata de uma comuna de montanha, de uma grande ou pequena cidade, salientou o ministro.

Depois de Roumoules, Christian Béchu deverá visitar o rio Colostre, acompanhado pelo ministro da Agricultura, Marc Fesneaux, onde discutirá as questões da seca e da biodiversidade.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.