Escolha as suas informações

Fotogaleria. Morreu o pai do MUDAM, Ieoh Ming Pei

Fotogaleria. Morreu o pai do MUDAM, Ieoh Ming Pei

Foto: AFP
Sociedade 23 2 min. 17.05.2019

Fotogaleria. Morreu o pai do MUDAM, Ieoh Ming Pei

Ming Pei é o autor da icónica pirâmide de vidro no exterior do Museu do Louvre. Tinha 102 anos.

O arquiteto Ieoh Ming Pei, autor do Museu de Arte Moderna Grão-Duque Jean (MUDAM) no Luxemburgo, morreu esta quinta-feira aos 102 anos. A notícia foi confirmada pelo gabinete de arquitetura do filho de Pei, Pei Partnership Architects, ao jornal americano The New York Times. Ming Pei morreu em Nova Iorque e não foram avançados mais detalhes sobre as circunstâncias da sua morte.

Ieoh Ming Pei ganhou o Prémio Pritzker - considerado o Nobel da arquitetura - em 1983 e o seu estilo aliava a ideia de modernidade ao classicismo, em projetos como a remodelação do Museu  do Louvre, em Paris.  "Os arquitetos contemporâneos tendem a impor a modernidade nas coisas. Há alguma preocupação com a história, mas não vai muito a fundo", disse numa entrevista ao The New York Times em 2008. "Percebo que as coisas mudaram, que nós evoluímos. Mas eu não quero esquecer a origem (...) Uma arquitetura que perdura tem de ter raízes", acrescentou na altura. 

Ieoh Ming Pei nasceu a 26 de abril de 1917, na cidade chinesa de Suzhou, considerada a "Veneza do Oriente" (perto de Xangai), no seio de uma família tradicional. Partiu para os EUA em 1935, aos 11 anos. Anos mais tarde termina com sucesso o curso de no prestigiado Massachusetts Institute of Technology (MIT) e mais tarde, em 1948, obtém o diploma em design na Universidade de Harvard. Nesta última, foi aluno de Walter Gropius, um dos fundadores da Bauhaus e um dos teóricos do estilo internacional na altura.

De 1945 a 1948 foi professor assistente em Harvard e mais tarde diretor do gabinete de arquitetura Webb and Knapp, antes de ter fundado a sua própria empresa, a "IM Pei e Associados" em 1955. Um ano antes tinha adquirido a nacionalidade americana. Entre as suas primeiras obras estão o  Mile High Center em Denver, Colorado, (1956), o Centro Nacional de Investigação Atmosférica em Boulder, Colorado (1967) e a Torre John Hancock, em Boston (1973).

Durante os anos 70, realizou várias obras em cidades mundiais: Dallas City Hall, Texas, (1978), Biblioteca JF Kennedy, Boston (1982), Hotel Xiangshan, Pequim, (1983), Centro de Convenções e Exposições, Nova Iorque, (1985), Galeria Nacional de Arte, Washington, Banco da China, Hong Kong (1989). In 1983, o presidente francês François Mitterrand pediu a Pei, então desconhecido no país para pensar um novo Louvre. Acabou por ganhar o projeto para a construção da icónica pirâmide de vidro no exterior deste museu. O projeto foi concluído em 1988. 

Foto: Benh Lieu Song/CC BY-SA 3.0/Wikipedia


Anos mais tarde, construiu uma estrutura anexa ao Museu de História alemão em Berlim e o Museu de Arte Islâmica, em Doha, no Qatar. Além do Pritzker, recebeu a medalha de ouro do Instituto Americano de Arquitetura, em 1979, e a grande medalha de outro da Academia Francesa de Arquitetura, dois anos depois. O designer foi ainda honorado por dois presidentes: o norte-americano George H.W. Bush e o francês François Mitterrand. 

O MUDAM, no Luxemburgo, chegaria em 2006. A construção começou em janeiro de 1999, estando orçada em 88 milhões de euros. O espaço tem cerca de 4,800 metros quadrados distribuídos por três pisos com acabamento em calcário. 

Luxemburger Wort (edição francesa)