Escolha as suas informações

EUA."Problemas cardíacos "raros" em jovens vacinados contra a covid-19
Sociedade 24.05.2021

EUA."Problemas cardíacos "raros" em jovens vacinados contra a covid-19

EUA."Problemas cardíacos "raros" em jovens vacinados contra a covid-19

Sociedade 24.05.2021

EUA."Problemas cardíacos "raros" em jovens vacinados contra a covid-19

AFP
AFP
EUA começaram a administrar a vacina Pfizer/BioNTech a adolescentes entre os 12 e os 15 anos no início de maio.

As autoridades sanitárias norte-americanas relataram casos de miocardite (uma inflamação do músculo cardíaco) em jovens que receberam a vacina contra a covid-19 desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech e Moderna.

O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), a principal autoridade de saúde pública americana, explica que a maioria são casos que parecem "raros". Apesar de tornar pública a informação, o CDC não adiantou quaisquer pormenores relativos aos casos como as idades específicas ou o número de jovens afetados. Mas garantiu apenas que se trata de um número "relativamente baixo", e que o número de casos notificados não excede a taxa normal esperada para esta faixa etária. O que se sabe apenas é que foram detetados principalmente em "adolescentes e jovens adultos" no prazo de "quatro dias" após a toma do fármaco. 


Covid-19. "Quanto mais cedo as crianças começarem a ser vacinadas melhor"
Ainda se conhece mal como o SARS-CoV-2 afeta as crianças. O estudo nacional Predi-Covid vai ser ampliado à população mais nova do Luxemburgo. O investigador Guy Fagherazzi explica ao Contacto os objetivos da investigação e defende a vacinação pediátrica.

Segundo as autoridades, os casos de miocardite ocorrem mais frequentemente "após a segunda dose" e afetam mais os homens do que as mulheres. No final de abril, cinco casos de miocardite tinham sido detetados em França em pessoas que tinham recebido a vacina Pfizer/BioNTech. No entanto, a ligação causa/efeito com a vacina não ficou provada. 

A 10 de maio os Estados Unidos começaram a administrar a vacina Pfizer/BioNTech a adolescentes entre os 12 e os 15 anos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas