Escolha as suas informações

“Espero que Cabo Verde possa retribuir o que o Luxemburgo fez por nós”
Jorge Carlos Fonseca.

“Espero que Cabo Verde possa retribuir o que o Luxemburgo fez por nós”

Foto: Pierre Matge
Jorge Carlos Fonseca.
Sociedade 2 min. 04.07.2018

“Espero que Cabo Verde possa retribuir o que o Luxemburgo fez por nós”

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Jorge Carlos Fonseca vai fazer a sua segunda visita de Estado ao Luxemburgo no próximo ano, a convite do Grão-Duque Henri.

O Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, espera que o arquipélago possa vir a “retribuir” ao Luxemburgo o apoio que tem recebido. Numa curta entrevista por e-mail ao Contacto sobre a próxima visita de Estado ao Luxemburgo, agendada para o próximo ano, o Presidente de Cabo Verde reconheceu o contributo do Grão-Ducado no desenvolvimento do país e espera uma futura resposta cabo-verdiana.

“Estamos e estaremos sempre muito gratos ao Luxemburgo pela ajuda que nos tem dado. Espero que, um dia, Cabo Verde possa estar em condições de, em certa medida, poder retribuir o que o país fez pelo povo de Cabo Verde”, disse Jorge Carlos Fonseca, depois de questionado sobre o fim da ajuda ao desenvolvimento do Grão-Ducado a Cabo Verde, previsto para os próximos 20 anos.

“Se daqui a 20 anos o Luxemburgo se retirar, isto significa que a ajuda que nos deu e ainda continua a dar foi de grande utilidade para o meu país e para as suas populações. Certamente terá contribuído de forma indelével para a diminuição da pobreza que ainda existe no país”, afirmou o chefe de Estado, acrescentando que acredita, no entanto, que “Cabo Verde e o Luxemburgo têm todas as condições para continuarem com essa relação ímpar”, que poderá ser num “modelo diferente”.

Questionado se Cabo Verde tem sabido empregar bem este apoio, Jorge Carlos Fonseca responde que sim, mas reconhece que “nem tudo é perfeito”. “Poderá ter havido pequenos problemas relativamente a este ou aquele projeto, mas, no essencial, penso que os apoios têm sido bem utilizados e têm sido de muita importância para o desenvolvimento do meu país”.

Presidente confirma visita ao Luxemburgo

Sobre a visita de Estado ao Luxemburgo, Jorge Carlos Fonseca confirmou o convite do Grão-Duque Henri. “Sim, confirmo este convite (...) para fazer uma visita de Estado ao Grão-Ducado”, indicou ao Contacto, lembrando que o convite “vem na sequência da memorável visita de Estado” que o Grão-Duque Henri fez a Cabo Verde em março de 2015, a seu convite.

Sem data ainda marcada, sabe-se apenas que a visita vai ter lugar em abril ou maio do próximo ano. Esta será a segunda visita ao Grão-Ducado, enquanto Presidente da República, depois de setembro de 2013.

“Visitar de novo o Luxemburgo e poder estar mais uma vez com a nossa comunidade residente nesse país constitui para mim um motivo de grande orgulho e satisfação. Por outro lado, voltar ao Luxemburgo para fazer uma visita de Estado, além de ser motivo de regozijo, resulta da manifestação inequívoca das relações de excelência, de muito respeito mútuo, e de muita amizade existentes entre o Grão-Ducado do Luxemburgo e Cabo Verde”, sublinha Jorge Carlos Fonseca.

“Abraço fraterno” à comunidade

Numa mensagem dirigida à comunidade residente no Grão-Ducado, o Presidente de Cabo Verde endereça um “abraço fraterno (...) aos que têm procurado no Luxemburgo uma vida melhor, que têm respeitado as leis do país, que têm contribuído, com o seu trabalho, para o desenvolvimento económico do Grão-Ducado”. Jorge Carlos Fonseca termina apelando aos cabo-verdianos para “que se mantenham na senda de uma melhor integração e do bom comportamento, e que se unam cada vez mais em prol da boa integração de todos”.


Notícias relacionadas

Entrevista: Cabo Verde quer atrair empresas luxemburguesas
O primeiro-ministro de Cabo Verde quer atrair o investimento luxemburguês para o arquipélago. "Estamos a trabalhar para que a nossa economia seja atrativa e para que os empresários possam aproveitar as oportunidades existentes", disse Ulisses Correia e Silva ao Contacto.
Ulisses Correia e Silva quer ver os empresários luxemburgueses a "aproveitar as oportunidades existentes" em Cabo Verde
Embaixada de Cabo Verde: Clara Delgado vai deixar o Luxemburgo
A encarregada de Negócios da Embaixada de Cabo Verde no Grão-Ducado vai deixar o país já a partir de Agosto, após seis anos de “intenso trabalho”. Ao CONTACTO, Clara Delgado faz um balanço positivo da sua passagem pelo país Grão-Ducado e das relações entre Cabo Verde e o Luxemburgo.
Clara Delgado chegou ao Luxemburgo há seis anos