Escolha as suas informações

Espanha. 263 novos casos e três mortes num dia
Sociedade 14.07.2020

Espanha. 263 novos casos e três mortes num dia

Espanha. 263 novos casos e três mortes num dia

AFP
Sociedade 14.07.2020

Espanha. 263 novos casos e três mortes num dia

Espanha registou 263 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, quase mais 100 do que na segunda-feira, tendo ainda morrido três pessoas com a covid-19, segundo o Ministério da Saúde espanhol.

O relatório divulgado hoje com a atualização da situação epidemiológica no país atualizou o total de pessoas infetadas desde o início da pandemia para 256.619, dos quais 263 diagnosticados no último dia.

A comunidade autónoma de Aragão é a região com mais novos casos (81), seguida da Catalunha (66), da Andaluzia (26) e Madrid (25).

Por outro lado, são agora 28.409 o número total de óbitos devido à pandemia, mais três do que na segunda-feira.

O relatório diário com a situação epidemiológica informa que já passaram pelos hospitais 125.797 pessoas com a covid-19, tendo dado entrada na última semana 165.

A política de Saúde é uma responsabilidade que em Espanha está descentralizada pelas várias comunidades autónomas e a da Catalunha é aquela que mais dificuldade está a ter em combater os surtos de covid-19, principalmente na região de Lérida.

O Ministério da Saúde espanhol assegura que a maioria dos 120 surtos ativos no país estão controlados.

O uso de máscaras em espaços públicos interiores e exteriores, mesmo no caso em que haja uma distância social de segurança, já foi aprovado por várias regiões e a última delas, a da Andaluzia, anunciou hoje que a sua utilização também se estende às piscinas e praias.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 573 mil mortos e infetou mais de 13,12 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

França rejeita "segunda vaga"
Apesar de ter confirmado entre 400 a 500 novos surtos de contágio, o ministro da Saúde Francês afasta a hipótese de uma segunda vaga.