Escolha as suas informações

Época de saldos em França adiada para julho
Sociedade 26.05.2020 Do nosso arquivo online

Época de saldos em França adiada para julho

Época de saldos em França adiada para julho

Foto: Pierre Matgé
Sociedade 26.05.2020 Do nosso arquivo online

Época de saldos em França adiada para julho

Com perdas sem precedentes, os comerciantes pediram a ajuda do governo para alterar a época dos preços baixos.

Prevista para 24 de junho, a época de saldos em frança só deve arrancar no mês seguinte, numa data a anunciar pelo governo “a meio da próxima semana”, segundo a AFP. 

"Por enquanto, a data ainda não foi decidida, será escolhida e oficializada em meados da próxima semana", adiantou esta quarta-feira o Ministério das Finanças que desde meados de março, nos primeiros dias do confinamento que encerraram as lojas, está a ser pressionado pelos comerciantes que, com perdas sem precedentes, pediram que tanto a data como a duração dos saldos de verão fossem alterados. 

Logo em abril, o ministro da Economia deu razão aos comerciantes e assumiu que “24 de julho é demasiado cedo” para obrigar as lojas a diminuir os preços mostrando-se disposto a adiar a época por três a quatro semanas. Questionado, agora, sobre a possibilidade de iniciar as vendas já a 15 de julho, Agnès Pannier-Runacher admitiu que esta poderia ser uma das datas previstas, mas que ainda não há data "final" definida. 

"É preciso imaginar como é quando se tem uma loja de roupa, sapatos ou outra, e não se vende nada há três meses, é preciso ser capaz de reconstruir o fluxo de caixa e, portanto, aceitar que as vendas sejam adiadas por algumas semanas", sublinhou. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas