Escolha as suas informações

Ensino fundamental não vai abrir antes das 8h. Ministro pede compreensão aos patrões
Sociedade 12.05.2020

Ensino fundamental não vai abrir antes das 8h. Ministro pede compreensão aos patrões

Ensino fundamental não vai abrir antes das 8h. Ministro pede compreensão aos patrões

Foto: Guy Wolff
Sociedade 12.05.2020

Ensino fundamental não vai abrir antes das 8h. Ministro pede compreensão aos patrões

Diana ALVES
Diana ALVES
Escolas do ensino fundamental reabrem a 25 de maio.

A menos de duas semanas da reabertura das escolas do ensino fundamental (pré-escolar e primária), o ministro da Educação pede aos patrões que sejam compreensivos para com os trabalhadores que têm filhos.

Citado pela RTL, após uma sessão de informação organizada no Facebook do Partido Democrático (DP), Claude Meisch lembrou que o acolhimento dos alunos do ensino fundamental não vai começar antes das 8h, o que poderá fazer com que muitos pais não consigam chegar ao trabalho a horas. Situação pela qual o ministro pede aos patrões que sejam compreensivos, até porque os horários das estruturas de acolhimento deverão manter-se assim até ao final do ano letivo.


Covid-19. Como se garante a proteção máxima dos meninos nas creches?
Os representantes dos pais do Luxemburgo querem mais explicações do ministro da Educação e o alargamento da liberdade de escolha para os filhos até aos seis anos.

 Os alunos do ensino fundamental regressam às aulas no próximo dia 25 e maio, mais de dois meses após o encerramento de todas as escolas do país decretado pelo governo para tentar travar o alastramento do novo coronavírus. Nesse dia abrem também as creches e os ateliês de tempos livres ("maisons relais", em francês). 

Recorde-se que, segundo o anúncio feito por Claude Meisch no início do mês, as escolas vão receber os alunos entre as 8h e as 13h. Já as chamadas 'maisons relais' poderão receber as crianças para atividades extracurriculares entre as 13h e as 18h. Quer isto dizer que os pais que começam a trabalhar cedo não terão onde deixar os filhos antes das 8h. Daí o ministro apelar à compreensão e solidariedade dos empregadores.  


Lok , Vorbereitungen Rentree Primaner Athenee Luxembourg , Coronakrise , Sars-CoV-2 , Covid-19 , Masques devant les salles de classes Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Mães portuguesas lideram protestos contra reabertura das escolas
Três residentes no Luxemburgo tornaram-se a voz de quase 24 mil pais de alunos que pedem o regresso às aulas só em setembro. Uma delas vai reunir-se com o ministro da Educação em breve.

Na sessão de informação promovida pelo DP, na qual os cidadãos puderam enviar perguntas, comentários e propostas, Claude Meisch sublinhou também que o regresso à sala de aula é importante para estimular a aprendizagem e competências sociais dos alunos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas