Escolha as suas informações

Cursos complementares de português em todas as escolas primárias de Differdange
Sociedade 14.09.2021
Ensino

Cursos complementares de português em todas as escolas primárias de Differdange

Ensino

Cursos complementares de português em todas as escolas primárias de Differdange

Foto: claude piscitelli
Sociedade 14.09.2021
Ensino

Cursos complementares de português em todas as escolas primárias de Differdange

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Medida avança já este ano escolar. Estes cursos vão estar agora disponíveis em escolas primárias de sete comunas.

Os cursos complementares de língua portuguesa vão ser alargados este ano letivo a todas as escolas primárias de Differdange. A revelação foi feita pelo ministro da Educação, Claude Meisch, numa resposta parlamentar ao partido ecologista déi Gréng. 

Estes cursos estão até agora disponíveis em 14 escolas primárias de Differdange, Echternach, Esch-sur-Alzette, Cidade do Luxemburgo, Remich e Vianden. Mas, segundo Claude Meisch, "será estendido à comuna de Mertert e a todas as escolas de Differdange "ainda este ano letivo.

De acordo com os números apresentados pela tutela, no novo ano que arranca a 15 de setembro estão inscritos 690 alunos nos cursos complementares. São mais 89 inscrições em relação ao ano anterior. 

Os cursos complementares estão em vigor desde 2017 e destinam-se aos alunos dos ciclos 2 a 4, fora do horário escolar. Articulam o ensino primário com os programas de português do Instituto Camões.

Língua portuguesa é a única nos cursos integrados

O ministro da Educação revelou ainda que no ano passado 479 alunos frequentaram os cursos integrados de português, oferecidos dentro do horário escolar. Os cerca de 500 alunos frequentavam as escolas primárias de Diekirch, Dudelange, Ettelbruck, Grevenmacher, Wasserbillig e da capital. 

O português é atualmente a única língua estrangeira ensinada como curso integrado no sistema de ensino luxemburguês (a língua italiana deixou de ser ensinada em 2005).

Na resposta, Meisch justifica o dado lembrando que "os portugueses constituem a maior comunidade estrangeira no Luxemburgo, com cerca de 95 mil residentes de nacionalidade portuguesa (14,86% da população total) " e pelo facto de ser uma das línguas mais faladas no mundo, graças ao Brasil e aos países lusófonos africanos.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas