Escolha as suas informações

Embaixador do Luxemburgo no Brasil preocupado com violência
Sociedade 18.03.2019

Embaixador do Luxemburgo no Brasil preocupado com violência

Carlo Krieger, à direita, com a cônsul Karen Schwinden e o prefeito Camilo Martins.

Embaixador do Luxemburgo no Brasil preocupado com violência

Carlo Krieger, à direita, com a cônsul Karen Schwinden e o prefeito Camilo Martins.
Foto: Município de Palhoça
Sociedade 18.03.2019

Embaixador do Luxemburgo no Brasil preocupado com violência

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Carlo Krieger espera que a "esperança" do povo brasileiro na redução da violência possa ser uma realidade. Os laços com os dois países remontam a 1828, quando teve lugar a primeira vaga de imigração luxemburguesa para o Brasil.

A menos de uma semana da inauguração do mais recente consulado do Grão-Ducado no Brasil, no Estado de Santa Catarina, e do tiroteio que matou 10 pessoas numa escola de São Paulo, a Rádio Latina falou com o embaixador do Luxemburgo naquele país lusófono da América do Sul.

Carlo Krieger considera o Brasil um grande país, mas lamenta a violência que reina por lá. O embaixador diz que a população espera mudanças, após a chegada de Bolsonaro ao poder, mas que, por outro lado, prefere esperar para ver se esta esperança se tornará uma realidade.

Um ano depois da abertura da embaixada do Luxemburgo no Brasil, Carlo Kriger inaugurou um novo consulado, no município de Palhoça, num dos Estados do país com maior peso económico, Santa Catarina.

Outra razão da escolha é o facto de esta região ser a mais luxemburguesa da América do Sul, onde vivem mais de cinco mil descendentes de luxemburgueses. “É uma comunidade bem integrada", diz Carlo Krieger.

Em missão oficial no Brasil desde março do ano passado, o embaixador do Luxemburgo sublinha que a sua prioridade passa pela diplomacia económica.

Carlo Krieger está a aprender a língua portuguesa e é com sotaque brasileiro que aponta exemplos de empresas luxemburguesas, como a Cargolux e a Sociedade Europeia de Satélites, que foram reforçar a cooperação bilateral.

Carlo Krieger, antigo embaixador do Grão-Ducado na China e na Rússia, é o primeiro embaixador do Luxemburgo residente no Brasil.

Recorde-se que os laços de amizade entre os dois países remontam a 1828, quando teve lugar a primeira vaga de emigração de luxemburgueses para o sul do Brasil.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas