Escolha as suas informações

"Elevado número" de infetados em estabelecimentos escolares de Koetschette e Redange
Sociedade 2 min. 09.12.2021
Pandemia

"Elevado número" de infetados em estabelecimentos escolares de Koetschette e Redange

Pandemia

"Elevado número" de infetados em estabelecimentos escolares de Koetschette e Redange

Foto: dpa
Sociedade 2 min. 09.12.2021
Pandemia

"Elevado número" de infetados em estabelecimentos escolares de Koetschette e Redange

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Autoridades sanitárias garantem estar a acompanhar a situação de perto. Há uma semana, uma escola em Mersch também colocou uma turma em quarentena depois de identificados sete casos em alunos.

As autoridades luxemburguesas estão a acompanhar os casos de infeção em escolas de Koetschette e Redange. Segundo o mais recente balanço semanal do Governo sobre a situação da covid-19 no país, "foi identificado um elevado número de casos positivos no centro escolar 'Raoul Follereau', em Koetschette, e na escola do ensino fundamental em Redange", mas "a situação está a ser acompanhada de perto" pelas autoridades sanitárias, garante o comunicado conjunto dos ministérios da Saúde e Educação, do LNS e do LIST. 


Luxemburgo. "Testes covid devem ser obrigatórios nas escolas do fundamental"
Alain Massen, presidente da Representação Nacional dos Pais, recomenda que os alunos que não sejam testados, por oposição dos encarregados de educação, usem máscara. O mesmo se aplica aos professores não vacinados ou recuperados. E a vacina dos 5-11 anos deve estar rapidamente acessível.

O mesmo documento dá ainda conta de uma turma de uma escola do ensino fundamental em Mersch que ficou em quarentena até ao passado dia 3 de dezembro, depois de um primeiro aluno ter testado positivo, a 25 de novembro, numa turma do ciclo 3.2.

Após esse caso, na mesma turma, quatro outros alunos testaram positivo a 28 de novembro e outros dois a 29 de novembro, o que levou a escola a ativar o cenário 4 do plano sanitário para os estabelecimentos escolares - o mais grave da escala. Este cenário é acionado quando é detetada uma cadeia de transmissão numa escola que abranja várias turmas ou quando são identificados mais de cinco casos na mesma turma, como aconteceu neste estabelecimento educativo de Mersch. A turma acabou por ser colocada em quarentena, tendo esta terminado na sexta-feira passada.

Ainda de acordo com o mais recente boletim do Governo, o ensino foi a segunda fonte de contágio dos 2.699 novos casos registados na semana de 29 de novembro a 5 de dezembro, logo a seguir ao meio familiar (36,3%). O círculo educativo representou 19% dos casos identificados nesse período, com o ensino básico a concentrar 13,9% dessa fatia.

Face aos surtos ocorridos nas escolas e à taxa de incidência em idades escolares,  a Representação Nacional dos Pais (RNP) defende a testagem obrigatória e intensiva de alunos e professores. "Os testes de rastreio covid devem ser obrigatórios" e realizados "três vezes por semana" em todas as escolas do fundamental, afirmou, esta semana, Alain Massen, presidente da RNP, em declarações ao Contacto.

Até dia 14, estão previstos testes diários para os alunos do ensino fundamental.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Segundo o Ministério da Educação, várias equipas móveis estão a ser formadas e iniciarão as suas atividades durante a semana de 16 de novembro. Objetivo da medida é reduzir o tempo de espera na realização de testes sempre que surgir um caso numa turma.