Escolha as suas informações

Eleições em 2016: Recenseamento eleitoral para cabo-verdianos arranca este sábado no Luxemburgo
Sociedade 13.11.2015 Do nosso arquivo online

Eleições em 2016: Recenseamento eleitoral para cabo-verdianos arranca este sábado no Luxemburgo

Sociedade 13.11.2015 Do nosso arquivo online

Eleições em 2016: Recenseamento eleitoral para cabo-verdianos arranca este sábado no Luxemburgo

O recenseamento eleitoral na comunidade cabo-verdiana do Luxemburgo, com vista às eleições legislativas, presidenciais e autárquicas de 2016, arranca este sábado. Saiba aonde e até quando os interessados podem inscrever-se nos cadernos eleitorais.


Dulce Fernandes é a presidente da Comissão de Recenseamento Eleitoral de Cabo Verde do Luxemburgo
Dulce Fernandes é a presidente da Comissão de Recenseamento Eleitoral de Cabo Verde do Luxemburgo
Foto: Manuel Dias

O recenseamento eleitoral na comunidade cabo-verdiana do Luxemburgo, com vista às eleições legislativas, presidenciais e autárquicas de 2016, arranca este sábado, prolongando-se até 30 de Dezembro.

"O recenseamento vai ser feito nos dias úteis na embaixada, durante o horário de serviço [segundas e sextas, das 9h às 12h e das 14h30 às 17h30, e de terça a quinta entre as 9h e as 15h] e aos fins-de-semana vai ser feito em diversas associações", disse ao CONTACTO a presidente da Comissão de Recenseamento Eleitoral de Cabo Verde no Luxemburgo, Dulce Fernandes.

Os interessados em inscrever-se nos cadernos eleitorais têm que ser maiores de 18 anos e podem fazê-lo mesmo que não tenham os documentos em dia.

"As  pessoas devem trazer o bilhete de identidade ou o passaporte cabo-verdiano, mesmo que esteja caducado. Quem não tiver um documento pode inscrever-se na mesma, mas tem 30 dias para apresentar um documento", assegura Dulce Fernandes, diplomata de carreira e conselheira da embaixada de Cabo Verde em Bruxelas.

Para quem tenha chegado recentemente ao Luxemburgo e esteja inscrito noutro país "basta apresentar o documento e depois faz-se a transferência da sua inscrição", acrescenta a diplomata, apelando à participação da comunidade cabo-verdiana no Luxemburgo.

"A voz da diáspora é muito importante na eleição dos membros dos diferentes órgãos em Cabo Verde e espero que as pessoas que estão em condições de participar possam tomar parte neste processo".

As datas das eleições legislativas, presidenciais e autárquicas de 2016 ainda não foram divulgadas, mas o primeiro acto eleitoral "deverá começar no primeiro trimestre de 2016", o que implica que o recenseamento esteja concluído "65 dias antes das primeiras eleições, por forma a que os cadernos eleitorais estejam prontos", conclui Dulce Rodrigues.

Confira aqui os locais, as datas e os horários de inscrição.

HB




Notícias relacionadas