Escolha as suas informações

Doenças não transmissíveis representam 89% das mortes no Luxemburgo
Sociedade 21.09.2022
OMS

Doenças não transmissíveis representam 89% das mortes no Luxemburgo

OMS

Doenças não transmissíveis representam 89% das mortes no Luxemburgo

Foto: DR
Sociedade 21.09.2022
OMS

Doenças não transmissíveis representam 89% das mortes no Luxemburgo

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
A OMS divulgou esta quarta-feira um novo relatório e um portal com dados de 194 países, entre os quais o Grão-Ducado.

As doenças não transmissíveis, como as cardiovasculares, cancro, diabetes e patologias respiratórias, superam atualmente as infecciosas e são as que mais matam no mundo e também no Luxemburgo. 

A OMS divulgou esta quarta-feira um novo relatório e um portal com dados de 194 países, entre os quais o Grão-Ducado, referentes a 2019 sobre doenças não transmissíveis e respetivos fatores de risco, como o tabagismo, alimentação não saudável, uso nocivo de álcool, falta de atividade física e poluição do ar.

No Luxemburgo, as doenças não transmissíveis são responsáveis por 89% das mortes e daqueles que sofrem dessas doenças 10% tem a probabilidade de morrer prematuramente.

Mais de 20% (23%) das mortes por doenças não transmissíveis, no país, ocorre em pessoas com menos de 70 anos, sendo que nos homens a percentagem é maior, correspondendo a 30%, enquanto nas mulheres é de 17%.

Segundo o portal de dados da OMS, o cancro mata 109 pessoas por 100.000 habitantes, no Luxemburgo, enquanto as doenças cardiovasculares vitimam 95 em cada 100.000 e as respiratórias 23. A diabetes é responsável por sete mortes em 100.000 habitantes. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O cancro nas mulheres está a aumentar, segundo dados divulgados pela Direção da Saúde. Já as doenças cardiovasculares, apesar da ligeira descida, continuam a ser a principal causa de morte no Grão-Ducado.
Breast cancer awareness. Woman in pink bra holding a pink ribbon, a reminder of the importance of breast examination in healthcare and medicine, to maintain and sustain a cancer-free, healthy lifestyle.