Escolha as suas informações

Disney obrigada a pagar 3,5 milhões de euros a portuguesa
Sociedade 08.01.2020 Do nosso arquivo online

Disney obrigada a pagar 3,5 milhões de euros a portuguesa

Disney obrigada a pagar 3,5 milhões de euros a portuguesa

Foto: Pixabay
Sociedade 08.01.2020 Do nosso arquivo online

Disney obrigada a pagar 3,5 milhões de euros a portuguesa

Tribunal da Florida decidiu elevada indemnização por mulher ter trabalhado 10 dias com costelas partidas, após ser vista por médico da empresa.

A Disney vai pagar 3,5 milhões de euros a uma portuguesa, de 39 anos, empregada num navio de cruzeiros da empresa por ter ficado com um problema de saúde por mau diagnóstico.

A sentença foi dada por um juiz de Brevard, no estado da Florida, EUA, que deu razão à portuguesa e obrigou a companhia a uma indemnização de quatro milhões de dólares (3,59 milhões de euros)

O caso remonta a setembro de 2013 quando Ana Martins, na altura empregada de mesa na sala de jantar no navio Disney Dream Cruise, foi atropelada por um automóvel em Nassau, Bahamas, quando o paquete navegava pelo Caribe. Em consequência do acidente a portuguesa fraturou três costelas.

Só que a equipa médica do navio não diagnosticou as fraturas e disse a Ana Martins que ela esta apta para trabalhar. A portuguesa continuou as suas rotinas laborais por mais 10 dias. Foi no regresso à Florida que um médico identificou as três costelas partidas e a Disney disse então a Ana Martins para ir para Portugal durante cinco meses para tratar o seu problema de saúde.

A portuguesa regressou ao trabalho em Abril de 2014 mas só conseguiu estar um mês de serviço devido às dores nas costelas. De regresso a Portugal consultou médicos que descobriram que Ana Martins tinha ficado com lesão num nervo. Em dezembro de 2015 esta portuguesa deu entrada com o processo contra a empresa de cruzeiros da Disney.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.