Escolha as suas informações

Diana. Portuguesa encontrada desmembrada vivia em Diekirch
Sociedade 2 min. 04.10.2022
Exclusivo

Diana. Portuguesa encontrada desmembrada vivia em Diekirch

Diana Santos tinha 40 anos e vivia no Luxemburgo.
Exclusivo

Diana. Portuguesa encontrada desmembrada vivia em Diekirch

Diana Santos tinha 40 anos e vivia no Luxemburgo.
Foto: DR
Sociedade 2 min. 04.10.2022
Exclusivo

Diana. Portuguesa encontrada desmembrada vivia em Diekirch

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
O Parquet de Nancy confirmou que as autoridades luxemburguesas identificaram a vítima e entregou o caso ao Ministério Público de Dierkich.

Diana Santos, a portuguesa de 40 anos que foi encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin, no dia 19 de setembro, vivia em Diekirch, segundo apurou o Luxemburger Wort.


Diana Santos tinha 40 anos e vivia no Luxemburgo.
Diana, a portuguesa do Luxemburgo encontrada desmembrada em França
Era natural do Porto e tinha um filho de 22 anos. Segundo o pai, era uma estrela do 'karaoke'.

Era natural do Porto e tinha um filho de 22 anos. Segundo o pai, que falou em exclusivo ao Contacto, Diana sempre trabalhou como empregada de mesa e de cozinha.

O Ministério Público luxemburguês confirmou na segunda-feira, em primeira mão ao Contacto, que a vítima era portuguesa e vivia no Grão-Ducado. Na sequência desta notícia, o Ministério Público de Nancy, em França, confirmou esta terça-feira, em comunicado, que as autoridades luxemburguesas tinham identificado o corpo graças às tatuagens e ao uso do ADN, que permitiu a confirmação da identidade.

"Graças ao comunicado de imprensa dos desenhos da tatuagem da vítima, as autoridades judiciais do Grão-Ducado do Luxemburgo informaram-nos que tinham identificado a mulher com o corpo desmembrado", disse o procurador público de Nancy, François Pérain. A identificação foi confirmada por uma "comparação de ADN", acrescentou.


Imagem ilustrativa.
Pai de portuguesa encontrada desmembrada: "Ninguém queria estar no meu lugar"
Pai da portuguesa que vivia no Luxemburgo e que foi encontrada desmembrada em França falou em exclusivo ao Contacto.

O Parquet de Nancy entregou, portanto, o caso ao Ministério Público de Dierkich.

Os familiares também já tinham confirmado a identidade da mulher ao Contacto na segunda-feira. 

O corpo desmembrado da mulher foi encontrado no dia 19 de setembro por um adolescente de 16 anos atrás de um edifício abandonado, nas imediações da Câmara de Mont-Saint-Martin, no departamento Meurthe-et-Moselle.

O caso está a ser investigado pelas autoridades francesas e luxemburguesas.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.