Escolha as suas informações

Detido quinto suspeito no caso dos 39 mortos encontrados num camião em Inglaterra
Sociedade 2 min. 27.10.2019

Detido quinto suspeito no caso dos 39 mortos encontrados num camião em Inglaterra

Detido quinto suspeito no caso dos 39 mortos encontrados num camião em Inglaterra

Foto: AFP
Sociedade 2 min. 27.10.2019

Detido quinto suspeito no caso dos 39 mortos encontrados num camião em Inglaterra

As 39 vítimas encontradas mortas num camião, no âmbito de um alegado caso de tráfico de pessoas, foram todas recuperadas, mas ainda não estão identificadas, de acordo com declarações da Polícia do Reino Unido.

 A polícia Irlandesa anunciou este domingo a detenção de mais um homem, com cerca de 20 anos, procurado por alegada ligação ao caso dos 39 mortos encontrados num camião no sudeste da Inglaterra.

De acordo com a Associated Press (AP), a polícia irlandesa revelou que o homem, da Irlanda do Norte, era procurado pela polícia de Essex (Inglaterra) no âmbito da investigação do caso dos 39 corpos encontrados num camião, alegadamente vítimas de tráfico de seres humanos.

O homem foi preso no porto de Dublin e com esta aumentam para cinco as detenções efetuadas pela polícia, incluindo o motorista do camião, um cidadão da Irlanda do Norte de 25 anos, suspeito de homicídio, e duas outras pessoas - um homem e uma mulher, ambos com 38 anos e residentes em Warrington (noroeste de Inglaterra) - suspeitas de "assassínio" e "conspiração para traficar pessoas".

Vítimas recuperadas, mas não identificadas

 A Polícia do Reino Unido informou este domingo que as 39 vítimas encontradas mortas num camião, no âmbito de um alegado caso de tráfico de pessoas, foram todas recuperadas, mas ainda não estão identificadas.

De acordo com a polícia britânica de Essex, todas as 39 vítimas encontradas mortas num camião, no sudeste de Inglaterra, foram já retiradas e transportadas para a morgue onde vão ser realizadas as autópsias.

Citado pela Associated Press (AP), o inspetor-chefe Martin Pasmore explicou que as vítimas ainda não foram identificadas e que muito poucos documentos foram encontrados junto dos corpos.

O investigador encontrou-secom o embaixador vietnamita, depois de divulgadas nas redes sociais informações de que muitas das vítimas serão oriundas daquele país do sudeste asiático.

Pasmore voltou a apelar para que aqueles possam ter informações sobre as vítimas ajudem nas investigações.

Inicialmente, a polícia britânica anunciou que as 39 vítimas - 31 homens e 8 mulheres - eram chinesas, mas surgiram dúvidas e um porta-voz disse na sexta-feira que a informação poderia mudar devido ao processo de identificação das vítimas.

Os 39 corpos foram encontrados na manhã de quinta-feira numa área industrial de Grays, cerca de 30 quilómetros a leste de Londres, e foram transferidos para o hospital de Brómios, na cidade de Celastro, para serem autopsiados.