Escolha as suas informações

Debate sobre a imigração portuguesa e o suposto “Eldorado” luxemburguês
Sociedade 2 min. 25.02.2016 Do nosso arquivo online
Domingo

Debate sobre a imigração portuguesa e o suposto “Eldorado” luxemburguês

Domingo

Debate sobre a imigração portuguesa e o suposto “Eldorado” luxemburguês

Foto: Anouk Antony
Sociedade 2 min. 25.02.2016 Do nosso arquivo online
Domingo

Debate sobre a imigração portuguesa e o suposto “Eldorado” luxemburguês

A imigração portuguesa no Luxemburgo e o suposto "Eldorado" luxemburguês são o tema de um debate que acontece neste domingo, 28 de Fevereiro, na place de la Constitution, na capital luxemburguesa. O encontro faz parte do programa do Luxembourg Film Festival.

A imigração portuguesa no Luxemburgo e o suposto "Eldorado" luxemburguês são o tema de um debate que acontece neste domingo, 28 de Fevereiro, na place de la Constitution, na capital luxemburguesa. O encontro faz parte do programa do Luxembourg Film Festival.

Porque razão a organização do Luxembourg Film Festival resolveu este ano incluir no seu programa oficial de actividades um debate sobre a imigração portuguesa no Luxemburgo? Porque em 2015 se assinalaram os 50 anos da presença dessa comunidade no país? Não! Porque durante o festival vai ser apresentado em ante-estreia o primeiro filme sobre a imigração portuguesa no Grão-Ducado, de que o CONTACTO já falou na sua edição de 10 de Fevereiro.

O documentário “Eldorado”, realizado por um português, Rui Eduardo Abreu, e dois luxemburgueses, Thierry Besseling e Loïc Tanson, é apresentado em ante-estreia este sábado, 27 de Fevereiro, no cinema Utopolis, às 19h. No dia seguinte é organizado um debate público sobre o tema da imigração portuguesa no Grão-Ducado.

Em que realidade(s) vive a comunidade portuguesa?

Partindo do documentário, o debate pretende discutir os vários aspectos da comunidade estrangeira mais numerosa do país, estimada actualmente em 92 mil pessoas, segundo o Statec, mas que são cerca de 120 mil segundo o Consulado de Portugal.

Como está a decorrer a integração desses cidadãos, em que realidade económica e social vivem? A escola luxemburguesa tem contribuído para essa integração ou tem falhado nessa missão? Que imigrantes são estes que continuam a chegar diariamente, ainda têm do Luxemburgo a ideia de ser um “Eldorado”? Que lições o Luxemburgo aprendeu com esta comunidade para fazer hoje face à nova onda de imigração de refugiados e imigrantes do Médio Oriente?

O debate vai contar com a participação de Claudia Hartmann- Hirsch, que trabalhou durante anos no centro de estudos sócio-económicos CEPS/INSTEAD. Aline Schiltz, investigadora na área da imigração portuguesa no Luxemburgo, Hana Sofia Lopes, actriz que faz actualmente parte do elenco da telenovela “Coração d’Ouro”, da SIC, António Paiva, engenheiro na reforma, e José Luís Correia, chefe de edição do jornal CONTACTO.

O encontro vai ser moderado por Serge Kollwelter, que foi presidente da ASTI entre 1979 e 2009 e é hoje membro da Liga Luxemburguesa dos Direitos Humanos (AEDH).

O debate, aberto ao público, tem lugar este domingo, às 11h, na place de la Constitution (junto à Gëlle Fra), na cidade do Luxemburgo.

A sexta edição do Luxembourg Film Festival começa esta quinta-feira, 25 de Fevereiro, e prolonga-se até 6 de Março na Cinemateca, Utopia e Utopolis Kirchberg.


Notícias relacionadas

Há mais emigrantes qualificados a chegar ao Grão-Ducado e já não vêm só das tradicionais regiões de partida, o interior norte e centro do país. Em contrapartida, a precariedade aumentou nos últimos anos e há muitos a viver situações difíceis, alertam os autores do estudo Remigr, que traça um retrato da nova vaga de imigração portuguesa no Luxemburgo.
Illustration - Vote des etrangers - Photo : Pierre Matge
Quase sete anos depois do lançamento das primeiras sementes, o documentário "Eldorado", sobre a imigração portuguesa no Luxemburgo, vai finalmente chegar aos cinemas luxemburgueses. Durante três anos, os realizadores acompanharam a história de quatro imigrantes lusófonos em busca do "Eldorado" luxemburguês. O resultado é um filme a meio caminho entre o documentário e a ficção que quer mostrar as "alegrias e tristezas" dos imigrantes portugueses.
O CONTACTO festeja este ano o seu 45° aniversário. O jornal foi fundado em Janeiro de 1970, para informar a comunidade portuguesa no Luxemburgo. Ao comemorarmos esta data, surgiu-nos uma questão natural. Em que ano exacto situar o início da emigração portuguesa para o Luxemburgo?
Em Junho de 1965 uma missa na catedral do Luxemburgo juntou meio milhar de portugueses para celebrar pela primeira vez o Dia de Portugal no Grão-Ducado.
Depois disso houve um almoço eu ma festa. Foi o primeiro evento organizado pela comunidade portuguesa no Grão-Ducado de que há registo