Escolha as suas informações

Covid-19. Variante detetada na África do Sul é "mais transmissível"
Sociedade 23.12.2020

Covid-19. Variante detetada na África do Sul é "mais transmissível"

Covid-19. Variante detetada na África do Sul é "mais transmissível"

Foto: AFP
Sociedade 23.12.2020

Covid-19. Variante detetada na África do Sul é "mais transmissível"

Lusa
Lusa
Londres anunciou esta quarta-feira que identificou dois casos desta variante "altamente preocupante", por ser "mais contagiosa" que a identificada na última semana no Reino Unido.

A variante do novo coronavírus detetada na África do Sul estará a espalhar-se mais rapidamente do que as estirpes mais antigas, o que explicará a brusquidão da segunda vaga no país, segundo os investigadores que a identificaram.

"Acreditamos, e todas as provas apontam nessa direcção, que esta variante é mais transmissível", disse hoje Túlio de Oliveira, diretor do instituto de investigação KRISP, com sede na Universidade de Kwazulu-Natal, à agência France-Presse (AFP).


Luxemburgo ainda sem casos de nova variante inglesa da covid mas em alerta total
“Neste momento não temos confirmação de um caso de infeção com a nova variante da SRA-CoV-2 detectada no Reino Unido”, declarou ao Contacto o Ministério da Saúde. Mas é possível que esta estirpe mais contagiosa chegue ao país.

A sua equipa já sequenciou centenas de amostras de todo o país desde fevereiro. Os investigadores observaram que uma "variante específica domina os resultados dos últimos dois meses", indicou o Governo na segunda-feira, anunciando a identificação desta nova variante, semelhante a outra variante britânica.

Basicamente, "80 a 90% das amostras colhidas na segunda quinzena de novembro" mostraram esta variante, disse Túlio de Oliveira.

"Nunca vimos uma única linhagem dominar assim" ou "espalhar-se tão rapidamente", observa ele. Até então, "normalmente", circulavam entre 20 e 30 variantes ao mesmo tempo, em várias sequências.

"O que sabemos sobre esta nova variante chamada 501.V2 é que provavelmente surgiu na área da Baía de Nelson Mandela", em torno de Port Elizabeth (sul-sudeste).

Depois, "espalhou-se para a Cidade do Cabo, a região mais turística do país", para o oeste, mas também para o norte, para Durban, explicou Túlio de Oliveira.


Estudo revela três novas variantes do vírus a circular em Portugal
Um estudo sobre diversidade genética do coronavírus SARS-CoV-2 detetou três novas variantes do vírus a circular na segunda vaga da pandemia de covid-19 em Portugal.

Londres anunciou hoje que identificou dois casos desta variante "altamente preocupante", por ser "mais contagiosa" no Reino Unido, anunciando a implementação "imediata" de restrições de viagem.

A África do Sul, de longe o país africano mais afetado pela pandemia, registou em dezembro até mais de 10.000 novos casos em 24 horas.

Mais de 940.000 pessoas testaram positivo desde o início da pandemia e mais de 25.000 sul-africanos morreram.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.718.209 mortos resultantes de mais de 77,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas