Escolha as suas informações

Covid-19. Twitter vai banir utilizadores por desinformação reiterada sobre vacinas
Sociedade 02.03.2021

Covid-19. Twitter vai banir utilizadores por desinformação reiterada sobre vacinas

Covid-19. Twitter vai banir utilizadores por desinformação reiterada sobre vacinas

Foto: AFP
Sociedade 02.03.2021

Covid-19. Twitter vai banir utilizadores por desinformação reiterada sobre vacinas

Lusa
Lusa
O Twitter anunciou na segunda-feira que pretende intensificar a luta contra a desinformação sobre as vacinas para a covid-19, incluindo a possibilidade de banir utilizadores, após cinco avisos.

"Acreditamos que este sistema ajudará a educar o público sobre os nossos regulamentos e a reduzir a propagação de informações potencialmente perigosas ou enganadoras no Twitter, especialmente em infrações repetidas, moderadas ou graves", disse a rede social em comunicado, segundo a agência de notícias France-Presse (AFP).

Em dezembro, o Twitter já tinha pedido aos utilizadores a remoção de alegações falsas, tais como as que sugerem que as vacinas são utilizadas para prejudicar ou controlar as populações, alegados efeitos adversos ou que põem em causa a existência da covid-19 e da necessidade de se vacinar.

Desde então, os moderadores da empresa californiana retiraram mais de 8.400 publicações e notificaram cerca de 11,5 milhões de contas em todo o mundo. Agora, a partir do segundo aviso, os utilizadores terão as suas contas bloqueadas durante 12 horas. Ao quarto aviso, o bloqueio terá a duração de sete dias, tornando-se permanente ao quinto.

As regras são inspiradas no sistema contra a desinformação eleitoral, que levou o Twitter a banir o antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ofensas repetidas, como incitamento à violência e mensagens que desacreditavam as eleições presidenciais.


Alemães não querem vacinar-se com britânica AstraZeneca
Especialistas asseguram que vacina é segura mas a taxa de rejeição entre milhares de funcionários é enorme.

Já em outubro, quando as vacinas estavam ainda em ensaios clínicos, o YouTube e o Facebook anunciaram regulamentos rigorosos para proibir a desinformação sobre vacinas e os esforços para minar as campanhas de vacinação.

O Twitter também anexará a mensagem de que as publicações "podem conter informações enganadoras sobre as vacinas covid-19", de acordo com o comunicado. Os moderadores serão responsáveis por determinar que conteúdo viola os regulamentos, mas a plataforma espera desenvolver um sistema automatizado para detetar mensagens problemáticas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Twitter admite suspender conta de Trump
O diretor de estratégia política pública do Twitter, Nick Pickles, declarou hoje durante uma audição parlamentar no Reino Unido, que os ‘tweets’ de Donald Trump são examinados da mesma forma que os provenientes de outras contas verificadas.