Escolha as suas informações

Presença do SARS-CoV-2 nas águas residuais continua elevada
Sociedade 09.09.2021
Covid-19

Presença do SARS-CoV-2 nas águas residuais continua elevada

Covid-19

Presença do SARS-CoV-2 nas águas residuais continua elevada

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Sociedade 09.09.2021
Covid-19

Presença do SARS-CoV-2 nas águas residuais continua elevada

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O novo coronavírus continua a circular no Luxemburgo. As análises às águas residuais do país registam a presença “elevada” do SARS-CoV-2, segundo o relatório mais recente do Instituto de Ciência e Tecnologia do Luxemburgo (LIST, na sigla inglesa).

Da análise feita nas 13 estações de purificação, emerge "uma elevada prevalência nacional do vírus", pode ler-se no estudo feito entre a semana de 30 de agosto a 5 de setembro.

Os investigadores dizem que embora se verifique um aumento de contaminação nas águas, os valores são no entanto idênticos aos observados nas últimas semanas. O Luxemburgo registou na semana passada 573 novos casos de infeções, representado uma subida de 6% em comparação com a semana anterior.


Quase 27% de infetados tinham vacinação completa
As viagens ao estrangeiro continuam a ser a fonte mais frequente de contaminação pelo SARS-CoV-2.

Através de um processo de análise altamente sensível, os investigadores conseguem detetar pequenas quantidades do vírus responsável pela covid-19 nas amostras. 

Este tipo de estudo é um instrumento importante, uma vez que permite detetar o aparecimento ou a reemergência do vírus no Luxemburgo, bem como possíveis novos aumentos da prevalência da covid-19 no país.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas