Escolha as suas informações

Covid-19. Alemanha sofre aumento de novos casos. Espanha aumenta número de mortes para 229
Sociedade 3 min. 08.05.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha sofre aumento de novos casos. Espanha aumenta número de mortes para 229

Covid-19. Alemanha sofre aumento de novos casos. Espanha aumenta número de mortes para 229

AFP
Sociedade 3 min. 08.05.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha sofre aumento de novos casos. Espanha aumenta número de mortes para 229

Lusa
Lusa
Já a Bélgica registou nas últimas 24 horas um recuo do número de novos casos de covid-19 para os 591.

A Alemanha registou nas últimas 24 horas um aumento de 1.209 novos casos diagnosticados de covid-19, para um total de 167.300, de acordo com os valores avançados pelo Instituto Robert Koch (RKI).  

Nas últimas 24 horas, o número de vítimas mortais subiu 147 para 7.266 e há mais 1.800 novos casos considerados curados, totalizando 141.700 no país.

A Baviera, o maior estado federado da Alemanha, continua a ser o mais afetado, com 43.905 casos diagnosticados e 2.114 óbitos.

Ainda assim, é na região da Renânia do Norte-Vestefália, a mais populosa do país, que vão voltar a ser implementadas novas medidas de contenção, na cidade de Coesfeld.

De acordo com o RKI, o limite de 50 novas infeções por 100 mil habitantes por semana foi ultrapassado nesta cidade, situando-se nas 52,7.

Na conferência de imprensa da passada quarta-feira, Angela Merkel revelou que a renovação das regras de confinamento seria realizada a nível local ou regional caso esse valor fosse excedido.

Coesfeld registou um foco de infeção numa empresa de processamento de carne com 129 infetados na quinta-feira. Todos os 1.200 funcionários estão agora a ser testados.

Segundo o Instituto Federal de Estatística, o número de mortes na Alemanha, desde o final de março, está acima da média dos anos anteriores. O valor costuma diminuir nesta altura do ano por causa da diminuição dos casos de gripe.

Na semana entre 06 e 12 de abril, por exemplo, registou-se um valor de 11 por cento acima da média dos últimos quatro anos, com um total de quase 2 mil casos.

Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 229 mortes devido à pandemia de covid-19, uma ligeira subida em relação aos 213 de quinta-feira, havendo até agora um total de 26.299 óbitos, segundo as autoridades sanitárias.  

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, houve registo de 1.095 novos casos positivos, um número que apesar de superior ao de quinta-feira, mantém a tendência de redução dos últimos dias, elevando para 222.857 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 762 doentes, num total de 121.776 de pessoas que precisaram de ser internadas até agora.

Bélgica

A Bélgica registou nas últimas 24 horas um recuo do número de novos casos de covid-19 para os 591, apresentando agora um total de 52.011 casos de contágio, segundo dados oficiais hoje publicados.  

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, nas últimas 24 horas o número de novas contaminações pelo coronavírus recuou para 591, menos 48 do que os 639 de quinta-feira.

Por outro lado, nas últimas 24 horas foram registadas 107 mortes, uma subida face às 80 da véspera, com a Bélgica a totalizar agora 8.521 óbitos por covid-19.

Segundo os dados de hoje, nas últimas 24 horas, foram hospitalizadas 108 pessoas (98 na quarta-feira), num total de 16.061, e 221 tiveram alta (244 na véspera), o que perfaz 13.201.

Segundo o boletim de hoje, o pico de mortes por covid-19 aconteceu na semana de 06 a 12 de abril, ao fim de quatro semanas de confinamento na Bélgica, com o número máximo de 340 óbitos a ser registado no domingo 12 de abril. Desde o início de março, foram feitos 302.392 testes em laboratórios.

A Bélgica está em sétimo lugar na lista de países da Europa com maior número de casos desde o primeiro registo - Espanha é o primeiro - e ocupa o quinto lugar em relação ao número de óbitos, sendo o Reino Unido seguido pela Itália os países com o maior número de mortes.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas