Escolha as suas informações

Covid-19. Alemanha exige testes para esplanadas e lojas
Sociedade 18.05.2021

Covid-19. Alemanha exige testes para esplanadas e lojas

Centro de testes em Munique.

Covid-19. Alemanha exige testes para esplanadas e lojas

Centro de testes em Munique.
Foto: AFP
Sociedade 18.05.2021

Covid-19. Alemanha exige testes para esplanadas e lojas

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
No país vizinho a vida faz-se de resultado negativo do teste na mão. E só desconfinam as regiões com menos de 100 infeções por 100 mil habitantes.

As medidas do desconfinamento na Alemanha são mais restritivas dos que a do Grão-Ducado. No país vizinho, o desconfinamento das cidades ou regiões depende da taxa de incidência da covid. 

O novo passo para o regresso à vida normal só é possível nos locais com menos de 100 casos diários por 100 mil habitantes nos últimos sete dias. As cidades e regiões que o conseguirem podem começar a desconfinar, mas com restrições. E as medidas são mais apertadas do que no Luxemburgo.

Na Alemanha é preciso apresentar um teste à covid negativo para entrar em todo o lado, e que é válido por 24 horas. Até nas esplanadas, ao contrário do Luxemburgo. Também ao contrário do Grão-Ducado, o interior da restauração permanece fechado. E de acordo com as autoridades só poderão reabrir quando a taxa de incidência da covid for inferior a 50 casos por 100 mil habitantes.

Mas há exceções para os residentes completamente vacinados ou aqueles que já estiveram infetados e o comprovem. Em ambos os casos, estes estão dispensados de realizar o teste. Todos os restantes têm de realizar testes de 24 em 24 horas para se deslocar a praticamente todo o lado: esplanada, lojas de bens não essenciais, cabeleireiro, ao teatro e eventos ao ar livre com limite até 100 pessoas.

O Governo alemão está a oferecer dois testes gratuitos por semana, existindo locais certificados onde os residentes podem realizar os testes de antigénio. Mas tudo pode mudar em poucos dias. Caso a incidência aumente para acima dos 100 casos por 100 mil pessoas nos sete dias seguintes em cada região é colocado o freio de emergência, voltando tudo a confinar até as infeções descerem novamente abaixo da centena.

A Alemanha pretende vacinar toda a população até setembro, existindo neste momento mais de oito milhões de pessoas vacinadas.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas