Escolha as suas informações

Coronavírus chega a pelo menos 19 países
Sociedade 3 min. 30.01.2020

Coronavírus chega a pelo menos 19 países

Coronavírus chega a pelo menos 19 países

Foto: AFP
Sociedade 3 min. 30.01.2020

Coronavírus chega a pelo menos 19 países

A China continua a ser o maior foco de infeção mas o número de casos detetados aumenta de dia para dia. Há pelo menos 6 confirmados, só na Europa. Os EUA criaram, entretanto, um mapa interativo para acompanhar a propagação do vírus mortal.

Longe da zona inicial de contágio, na província de Hubei, na China, multiplicam-se as pessoas diagnosticadas com o novo vírus das pneumonias mortais. Os sintomas são semelhantes aos da gripe comum e podem incluir febre, tosse, dificuldade em respirar e diarreia.

Só na China estima-se que cerca de 7.700 pessoas tenham sido infetadas com o número de mortes a disparar, esta quinta-feira, para 169. Muito além do chamado berço do contágio, o vírus está a propagar-se pelo planeta e já terá chegado a 19 outros países. 

Foto: AFP

Entretanto, o departamento de Ciências de Sistemas e Engenharia da Universidade norte-americana Johns Hopkins lançou um mapa interativo, com atualizações permanentes, sobre a propagação do Coronavírus. Diretor do departamento, o professor Lauren Gardner explica que é "importante que o público possa entender a evolução do surto com fontes e dados transparentes".

Propagação mundial 

Com 4.586 casos diagnosticados e 162 mortes contabilizadas, a província de Hubei continua a ser a mais afetada, embora o Coronavírus já se tenha propagado a outras regiões do país. Só em Hong Kong há 311 doentes confirmados, em Beijing outros 111 e uma morte num cenário que coloca todo o território em quarentena. Em Macau, por exemplo, há pelo menos sete pessoas infetadas. 

O vírus ultrapassou fronteiras e chegou ao Tibete, Cambodja, Coreia do Sul, Japão, Malásia, Nepal, Singapura, Sri Lanka, Taiwan, Tailândia, Vietname e Índia. Há casos nos Emirados Árabes Unidos, na Austrália, no Canadá, Estados Unidos, Alemanha, França e Finlândia. 

Foto: Boris Roessler/dpa

Grande parte dos doentes diagnosticados são chineses ou turistas que "importaram" o vírus da cidade de Wuhan, certo é que começaram a surgir casos  de transmissão do Coronavírus entre seres humanos.

O primeiro foi na Alemanha. Sem nunca ter pisado a China, o homem que vive na Baviera deu entrada no hospital depois de ter estado em contacto com um familiar que visitou a cidade apontada como foco da infeção respiratória. Dias mais tarde, no Japão, um motorista de autocarro que transportou um grupo de chineses da mesma cidade foi internado onze dias depois de ter começado a manifestar os sintomas que, apesar de serem os de uma gripe normal, estão a colocar o mundo em alerta. No Vietname, um dos dois casos diagnosticados chega de Ho Chi Minh, na China e não de Wuha. São pai e filho, apenas um passou pela província que ganhou um novo destaque no mapa por causa do vírus mortal.

Casos confirmados

Com 14 casos identificados, a Tailândia é já o segundo país mais afetado pelo surto. À excepção de uma tailandesa, todos os outros doentes são chineses. São ou passaram pela cidade da província de Hubei. 

Foto: Boris Roessler/dpa

No Japão, o cenário é idêntico com onze casos de contaminação "transportados" do berço do Coronavírus. Na Malásia, as sete pessoas identificadas também são de origem chinesa. Com 32 e 43 anos, os infetados que chegaram ao Nepal e ao Sri Lanka passaram férias em Wuha. Dos quatro que deram entrada nos hospitais de Seul, apenas um é sul-coreano. Os outros três são chineses como as duas mulheres de 70 anos que desembarcaram infetadas em Taiwan depois de uma viagem de grupo à região ou os outros dez casos identificados em Singapura.

Esta quinta-feira, o Ministério da Saúde da Índia juntou-se ao coro de comunicados. "Isolado" e "vigiado no hospital", um jovem que esteve recentemente na Universidade chinesa de Wuhan foi diagnosticado com o vírus. Também as Filipinas confirmaram o primeiro caso. 

Foto: AFP

Na Europa, há pelo menos 5 casos diagnosticados em França. Os três primeiros foram confirmados a 24 de janeiro em Bordéus, os outros dois em Paris. Um turista chinês foi internado na Finlândia. Além do caso da Baviera, outras três pessoas foram hospitalizadas na Alemanha. 

O Coronavírus também chegou ao Médio Oriente com um caso identificado nos Emirados Árabes Unidos. Aos Estados Unidos chegaram cinco pessoas infetadas. As autoridades do Canadá contam dois doentes e as da Austrália sete. 




Notícias relacionadas

Coronavírus: Alemanha confirma mais três casos
O Ministério da Saúde da Baviera informou que os três novos casos se somam ao contágio confirmado na segunda-feira à noite, o de um doente alemão que foi o primeiro europeu infetado pelo vírus sem ter estado na China.