Escolha as suas informações

Contagem decrescente para regresso de Monica Semedo ao PE
Sociedade 09.02.2021

Contagem decrescente para regresso de Monica Semedo ao PE

Contagem decrescente para regresso de Monica Semedo ao PE

Foto: Guy Jallay/Luxemburger Wort
Sociedade 09.02.2021

Contagem decrescente para regresso de Monica Semedo ao PE

Susy MARTINS
Susy MARTINS
A sanção a Monica Semedo, aplicada pelo Parlamento Europeu (PE) por assédio moral contra três dos seus assistentes parlamentares, chega ao fim esta quinta-feira. A partir desse dia poderá voltar a assistir às sessões das comissões do PE.

Atualmente, a deputada europeia já está a seguir as sessões parlamentares online, segundo escreve esta terça a RTL. A partir da próxima quinta-feira poderá retomar a função na normalidade, sendo que o primeiro debate está marcado para 15 de fevereiro. De acordo com as regras do Parlamento Europeu, Monica Semedo continua a poder votar, mesmo apesar da sanção que a afastou durante 15 dias do parlamento, em Estrasburgo. 

Embora tenha abandonado o Partido Democrático (DP) pelo próprio pé, vai manter o assento de deputada europeia, mas enquanto independente. Monica fará parte do grupo parlamentar "Renew Europe", que é, de resto, a mesma fação que representava antes do caso de assédio moral. Este grupo é composto por 96 deputados de 22 países.

O DP pretendia que Semedo abdicasse do mandato europeu, para que o assento  continuasse a pertencer aos liberais luxemburgueses. A intenção foi expressa publicamente por Corinne Cahen, a presidente do partido. Na altura Cahen afirmou que Monica Semedo foi eleita para defender os valores do partido liberal e que ao abandonar o DP perdeu essa legitimidade. No entanto, o DP não possui meios jurídicos para contestar a decisão de Monica Semedo. A eurodeputada fez orelhas moucas, afirmando nas redes sociais que "vai continuar a empenhar-se a 100% em prol da população". 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A decisão surge após o caso de assédio moral a três membros da sua equipa no cargo de eurodeputada.