Escolha as suas informações

Cofundador da Wikipedia apela à greve às redes sociais
Sociedade 2 min. 02.07.2019

Cofundador da Wikipedia apela à greve às redes sociais

Cofundador da Wikipedia apela à greve às redes sociais

Foto: Shutterstock
Sociedade 2 min. 02.07.2019

Cofundador da Wikipedia apela à greve às redes sociais

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Larry Sanger pede o boicote às redes sociais nos dias 4 e 5 de julho.

Um dos fundadores da enciclopédia online mais usada do mundo escreveu um post no seu blog em que pede a todos que tenham "sérias queixas contra as redes sociais" para não as usarem já esta semana, a quatro e cinco de julho. As datas não surgem por acaso já que no dia quatro celebra-se o Dia da Independência dos Estados Unidos. 

Larry Sanger diz que o objetivo do boicote é conseguir maior controlo dos “dados, privacidade e experiência do utilizadores” às “gigantes organizações manipuladoras”. "Vamos fazer muito ruído, ninguém vai poder ignorar o que está a acontecer", afirmou. Para quem aderir, Sanger sugere que só usem as redes "para publicar notícias a dizer que se está em greve”.

O texto tem circulado em várias sites como o Reddit ou Twitter mas não se sabe ao certo o impacto que poderá ter ou quantas pessoas pretendem aderir. 

No post, Sanger apela ainda a que todos assinem a "Declaração de Independência Digital", um documento em defende "a liberdade de expressão e segurança" de quem usa a Internet. O primeiro princípio afirma que "somos indivíduos livres que devem ter a possibilidade de publicar livremente, sem ter de responder a nenhuma corporação". 

Larry Sanger e Jimmy Wales fundaram a Wikipedia em 2001. Em 2002, saiu do do projeto e tornou-se um crítico severo da sua utilização, questionando sobretudo a veracidade da informação que por lá circula. Com o mesmo propósito do projeto anterior, Sanger lançou o Digital Universe, em 2006, e o Citizendium, em 2007. 

Já Jimmy Wales lançou em 2007 o site Wikitribune em que o único objetivo é combater as "fake news". Com a participação de vários jornalistas e da própria comunidade online, é um site "de notícias de pessoas e para pessoas", segundo Wales. A ideia surgiu após a eleição de Donald Trump para presidente dos Estados Unidos em 2016. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.