Escolha as suas informações

Cerca de 16% das ONG luxemburguesas poderão ter de despedir por causa da crise
Sociedade 21.10.2020

Cerca de 16% das ONG luxemburguesas poderão ter de despedir por causa da crise

Cerca de 16% das ONG luxemburguesas poderão ter de despedir por causa da crise

Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Sociedade 21.10.2020

Cerca de 16% das ONG luxemburguesas poderão ter de despedir por causa da crise

Diana ALVES
Diana ALVES
Conclusão é o resultado de uma sondagem feita pelo Círculo das ONG, uma plataforma que representa 90 de organizações não-governamentais ativas no Luxemburgo.

Cerca de 16% da associações sondadas pelo Círculo das ONG estima que o contexto atual terá um impacto ao nível do emprego no seio das organizações, e que poderá mesmo levar à eliminação de postos de trabalho. 

O inquérito, cujos resultados foram discutidos esta terça-feira no Parlamento, mostra que nem as organizações humanitárias estão a escapar à crise provocada pela pandemia. Em causa está sobretudo a diminuição dos donativos. Situação que leva o Círculo das ONG a pintar um cenário sombrio.

Prova disso são os resultados da sondagem, que demonstram também que, nos últimos tempos, mais de 25% das ONG tiveram de recorrer às suas reservas financeiras. Mais concretamente, cerca de 30% consideram que a crise da covid-19 terá um impacto na sua situação financeira e 15% temem mesmo que o contexto atual venha a pôr em causa a existência das associações.

Ouvidos no Parlamento, representantes da plataforma lançaram um apelo à esfera política para que não sejam feitos cortes nos orçamentos destinados à ajuda ao desenvolvimento. As ONG pedem, pelo contrário, mais apoios para os projetos inovadores de forma a evitar que a crise amplie problemas já existentes como as desigualdades, a insegurança e as violações dos direitos humanos.


Covid-19. Mais de 150 milhões de pessoas vão ser lançadas para a extrema pobreza
Segundo o estudo do Banco Mundial, publicado na quarta-feira, "muitos países conhecerão uma queda dos rendimentos do trabalho duma magnitude raramente observada".

As estruturas consideram que Luxemburgo estaria a dar um mau exemplo se avançasse com cortes no orçamento das mesmas. Note-se que, segundo o Banco Mundial, 150 milhões de pessoas de todo o mundo estão em risco de cair em situação de pobreza extrema, devido à crise do novo coronavírus.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.