Escolha as suas informações

"Se for para ganhar com mentiras prefiro perder as eleições" - Janira Hopffer Almada
Sociedade 9 2 min. 14.12.2015 Do nosso arquivo online
Candidata a PM de Cabo Verde

"Se for para ganhar com mentiras prefiro perder as eleições" - Janira Hopffer Almada

Sociedade 9 2 min. 14.12.2015 Do nosso arquivo online
Candidata a PM de Cabo Verde

"Se for para ganhar com mentiras prefiro perder as eleições" - Janira Hopffer Almada

A ministra da Juventude e Emprego de Cabo Verde, e candidata a primeira-ministra do arquipélago, Janira Hopffer Almada, esteve em pré-campanha no Luxemburgo. Janira diz que prefere perder as eleições do que ganhá-las com recursos a mentiras.

A ministra da Juventude e Emprego de Cabo Verde, e candidata a primeira-ministra do arquipélago, Janira Hopffer Almada, esteve em pré-campanha no Luxemburgo.

“Se for para ganhar com recursos a mentiras prefiro perder as eleições”, disse a presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) durante o encontro de sábado com a comunidade cabo-verdiana no Casino de Bonnevoie, na cidade do Luxemburgo.

“Nesta visita à diáspora quero ouvir os cabo-verdianos, dialogar e partilhar as conquistas do nosso país”, disse Janira Hopffer Almada, dando alguns exemplos da restituição da “confiança dos cabo-verdianos” e resgate da “credibilidade do país”.

“As embaixadas estavam a abandonar Cabo Verde, as instituições estrangeiras fechavam-nos as portas e os comerciantes não tinham acesso a divisas para investirem nos seus negócios”, enumerou a candidata ao lugar de José Maria Neves.

Para a líder do PAICV, é essa credibilidade que “permite o acesso a financiamentos para promover o desenvolvimento do país”, defendendo que Cabo Verde avança “com entrega, visão e amor à terra”.

Janira é a primeira mulher a assumir o cargo de presidente do partido (em Dezembro de 2014) e a primeira candidata a primeira-ministra. Garante que pretende seguir com a visão estabelecida pelo seu partido.

“Não temos nenhuma riqueza além do povo e da nossa posição geográfica. Pretendo seguir com a visão que estabelecemos para Cabo Verde criar novos horizontes e responder aos novos desafios”, disse defendendo a importância de “investir nos sectores motores da economia cabo-verdiana, como a economia marítima, agro-negócios e turismo, assim como na capacitação dos jovens”.

“Pretendo criar condições para que o país possa desenvolver sem depender das ajudas externas”, concluiu.

Janira integrou o governo de José Maria Neves aos 29 anos e ao longo da sua carreira politica tutelou pastas como a Presidência de Conselho de Ministros, Juventude, Trabalho, Desenvolvimento e Recursos Humanos. Aos 37 anos, a ministra garante que tem muito para aprender e, parafraseando o histórico líder do país Amílcar Cabral, explicou que “devemos aprender sempre: seja com livros, na escola, com experiência dos outros, mas aprender sempre”.

Marc Angel, deputado e presidente da Comissão Parlamentar dos Negócios Estrangeiros e Europeus, elogiou a boa governação de Cabo Verde e explicou que os socialistas (LSAP) e PAICV assinaram na sexta-feira um protocolo de amizade e parceria.

Antão Freitas, presidente da comissão do partido no Luxemburgo, garante que o militantes do partido estão a trabalhar para que o partido vença no Grão-Ducado, onde os cabo-verdianos votam tradicionalmente no principal partido da oposição Movimento para a Democracia (MpD).

Ao longo do seu discurso, a candidata a primeira-ministra ressalvou as “grandes conquistas que Cabo verde alcançou” e apelou ao “positivismo” e à “confiança” dos cabo-verdianos.

Durante o debate aberto ao público, a morosidade da justiça e a insegurança foram alguns dos temas abordados.

As eleições legislativas estão marcadas para 20 de Março e antecedem as autárquicas e as presidenciais, também marcadas para 2016.

Aleida Vieira


Notícias relacionadas

O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, não afasta a sua candidatura a Presidente da República do arquipélago. As eleições presidenciais vão ter lugar este ano, depois das legislativas de 20 de Março. O governante cabo-verdiano disse ao CONTACTO que está a "ponderar" a candidatura.