Escolha as suas informações

Bélgica vai abater 4000 porcos para conter surto de febre suína africana
Sociedade 24.09.2018

Bélgica vai abater 4000 porcos para conter surto de febre suína africana

Bélgica vai abater 4000 porcos para conter surto de febre suína africana

Foto: Reuters
Sociedade 24.09.2018

Bélgica vai abater 4000 porcos para conter surto de febre suína africana

A Bélgica vai abater cerca de 4000 porcos em Étalle, perto da fronteira com o Luxemburgo, de forma a conter um surto de febre suína africana.

A Bélgica vai abater cerca de 4000 animais, perto da fronteira com o Luxemburgo. A medida de precaução tem como objetivo conter um surto de febre suína africana.

O vírus foi confirmado pelas autoridades a 15 de setembro após amostras recolhidas em cinco javalis em Étalle, na província belga do Luxemburgo. Após os testes positivos, as autoridades definiram uma área de isolamento de 63 mil hectares, em conjunto com a Comissão Europeia. A condução e atividades de caça estiveram expressamente proibidas logo após a descoberta.

Como medida de precaução, as autoridades decidiram abater 4000 porcos em bom estado de saúde. A ordem foi assinada pelo ministro belga da Agricultura, Denis Ducarme. A origem do surto ainda não foi identificada mas as autoridades suspeitam que poderá estar ligada à ingestão de carne de javali contaminada, com origem na Europa de Leste.

Segundo a imprensa belga, a Comissão Europeia vai conceder uma parte da ajuda financeira aos produtores afetados pelo surto, em conjunto com o Estado belga. A iniciativa pretende atenuar os prejuízos para a indústria suína belga, que emprega atualmente cerca de 15 mil pessoas.

Contacto com AFP

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas