Escolha as suas informações

Bélgica proíbe viagens não essenciais a diversas áreas de Espanha, Suíça e França
Sociedade 02.08.2020

Bélgica proíbe viagens não essenciais a diversas áreas de Espanha, Suíça e França

Bélgica proíbe viagens não essenciais a diversas áreas de Espanha, Suíça e França

Foto: Pool Francois Lenoir/BELGA/dpa
Sociedade 02.08.2020

Bélgica proíbe viagens não essenciais a diversas áreas de Espanha, Suíça e França

Este sábado,foram comunicados 68.751 casos e 9.841 mortes desde o início da pandemia, tornando-se um dos países com o maior número de mortes causadas por covid-19 em relação à sua população, com 85 mortes por 100.000 habitantes.

A Bélgica enfrenta uma nova fase de combate à covid-19 e com ela têm surgido novas restrições. Este sábado proibiu  "viagens não essenciais" às regiões espanholas de Navarra, Aragão, Barcelona e Lérida na Catalunha, à região do Lago de Genebra na Suíça (Vaud, Valais, Genebra) e ao departamento francês de Mayenne, devido à sua situação epidemiológica. 

Segundo a AFP, o Ministério dos Negócios Estrangeiros belga incluiu também as regiões búlgaras de Severoiztochen e Yugozapaden, várias áreas da Roménia (centro, sudeste, sul-muntenia e sudoeste de Oltenia), bem como a cidade de Leicester (Reino Unido) nesta lista "vermelha".

A quarentena e o rastreio são obrigatórios para os viajantes que regressam à Bélgica provenientes destas zonas. A partir deste sábado, qualquer pessoa que regresse do estrangeiro à Bélgica ou que deseje permanecer na Bélgica por mais de 48 horas deve preencher um formulário de identificação, fornecendo os seus dados e os locais onde permaneceu nos últimos 14 dias.


Bélgica. Formulário online obrigatório para quem visita o país mais de 48 horas
Medida entra em vigor a partir deste sábado, um de agosto.

A quarentena e o rastreio são "recomendados" para uma série de zonas de uma lista "laranja", elaboradas com base na avaliação de uma equipa especializada, a Celeval. Segundo essa lista, a França inclui a região de Paris (exceto o departamento de Seine-et-Marne), Pays de la Loire, o departamento de Nord, Haut-Rhin, Haute-Savoie, Meurthe-et-Moselle e os Vosges. 

Confrontada com um ressurgimento da covid-19, particularmente na região da Antuérpia, a Bélgica introduziu novas restrições esta semana, incluindo redução de encontros e contactos,  a fim de que a "bolha social" seja reduzida para um terço, e alargando a obrigatoriedade do uso de máscaras. Na Antuérpia foi declarado um recolher obrigatório das 23h30 às 6h00.

Em termos de organização do trabalho, a primeira-ministra belga reforçou, na passada quarta-feira, 27 de julho, o apelo ao teletrabalho e as compras passam novamente a ser feitas em solitário e com um limite de meia hora dentro de cada loja.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas