Escolha as suas informações

Bélgica inicia vacinação em lares
Sociedade 05.01.2021

Bélgica inicia vacinação em lares

Bélgica inicia vacinação em lares

AFP
Sociedade 05.01.2021

Bélgica inicia vacinação em lares

Max HELLEFF
Max HELLEFF
As autoridades estão otimistas com o início oficial da campanha de vacinação em lares de idosos.

Nesta terça-feira, 5, a Bélgica lança oficialmente a campanha de vacinação em lares. Os números falam por si: 83% dos residentes na Valónia, e 92% em Bruxelas, concordam em receber a vacina da Pfizer. São dados que também incluem parte da equipa de enfermagem. 

Na Bélgica, metade da mortalidade atribuída ao novo coronavírus foi registada em lares. De acordo com a Ministra da Saúde da Valónia, Christie Morreale, a primeira dose da vacina poderá ser administrada a todos os residentes que assim o desejem, nas próximas três semanas. 

Ainda não foi dada nenhuma indicação quanto à data de início da segunda fase de vacinação. Tudo dependerá da capacidade de produção da Pfizer mas a ministra não se prende com o cronograma da farmacêutica alemã-americana e aposta na chegada de vacinas concorrentes. 

"Vacinamos de acordo com a chegada das doses. Se tivermos boas notícias sobre a vacina da Moderna, de que a autorização poderia ser emitida no início de fevereiro, podemos acelerar o processo. As nossas esperanças vão também para a AstraZeneca, onde garantimos 7 milhões de doses", afirmou.  

A Bélgica garantiu mais de 22 milhões de doses. O país espera receber 300 mil em janeiro, o que pode pode não parecer muito em comparação com os mais de 11 milhões de belgas. 

As autoridades têm enfrentado nos últimos meses alguma descrença por parte da população, em dúvida sobre a capacidade das vacinas para derrotar a covid-19. Mas o cenário parece estar a melhorar, também graças às campanhas de apoio à vacinação que têm sido lançadas. 

60% da população, com 18 anos ou mais, afirmam querer ser vacinados, isto é, 10% a mais em comparação com uma sondagem de setembro. A esperança de um retorno à vida normal é, sem surpresa, uma das principais motivações. 

Tradução e edição de Ana Patrícia Cardoso. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

UE adquire mais 100 milhões doses da vacina da Pfizer-BioNTech
Bruxelas havia adquirido 200 milhões de doses desta vacina, que contava que fossem administradas até setembro de 2021, tendo agora decidido reservar mais 100 milhões de doses, mesmo contando dispor muito em breve de outras vacinas contra a covid-19, dado ter uma ampla carteira de potenciais vacinas.